+ Junte-se à família APLGO
Apoio Iniciar sessão
Brazil

Políticas e procedimentos

1.1    INTRODUÇÃO

1.2    Declaração de Compromisso Mútuo

O objetivo da APLGO Brasil LTDA (fazendo negócios como "APLGO Brasil" e/ou referida como "nós", "nosso" ou simplesmente a “empresa”) é fornecer produtos e serviços excepcionais aos consumidores. Isso só é possível com o apoio e a paixão demonstrada pelos membros da APLGO Brasil (conhecida como “Associados”). Para alcançar o sucesso, a APLGO Brasil, por meio deste documento, compromete-se a ajudar e apoiar todos os Associados em troca do compromisso mútuo feito e mostrado por estes ao representar a empresa em seus esforços para alcançar todos os consumidores interessados.

1,2    Objetivo das Políticas e Data Efetiva

A.    Para definir claramente a relação que existe entre nós e você, e para definir explicitamente um padrão para uma conduta comercial aceitável, agora apresentamos essas políticas e procedimentos.
B.    Como um Associado, você deve cumprir:

I.    Todos os termos e condições estabelecidos no contrato de associado, que podemos alterar de tempos em tempos em Nosso único e absoluto critério;
II.    Todas as leis federais, estaduais e/ou locais que regem seus negócios APLGO; e

III.    Por último, essas políticas e procedimentos.

C.    O associado deve revisar as informações aqui contidas cuidadosamente. Em caso de dúvidas sobre uma política ou regra, recomendamos consultar seu Patrocinador (conforme definido no Glossário de Termos deste documento). Caso seu Patrocinador não forneça o esclarecimento apropriado, você pode entrar em contato com a nossa central de relacionamentos em relacionamento@aplgobrasil.com.br.

D.    Estas Políticas e Procedimentos entrarão em vigor a partir de 10 de Março de 2021 ("Data efetiva").

1.3    Políticas e Procedimentos e o Plano de Compensação Incorporado ao Contrato de Associado

A.    Ao longo destas Políticas, quando o termo "Contrato" é usado, este se refere coletivamente ao Contrato de Associado, estas Políticas e Procedimentos e o Plano de Remuneração da Empresa.

B.    É responsabilidade de um Associado Patrocinador fornecer a versão mais atual destas Políticas e Procedimentos (disponível no site da empresa) e o Plano de Compensação da empresa para cada requerente antes de qualquer execução de um Contrato de Associado.

1.4    Mudanças, Emendas e Modificações

A.    Como as leis federais, estaduais e locais, bem como o ambiente de negócios, frequentemente sofrem mudanças, reservamo-nos o direito de alterar o Contrato de tempos em tempos. E ainda, a empresa pode alterar e corrigir os preços de todos os seus produtos a qualquer momento. Observe que esta disposição não se aplica à cláusula de arbitragem encontrada em Seção 12, que só pode ser modificada por consentimento mútuo.

B.    Qualquer emenda, mudança ou modificação entrará em vigor imediatamente após aviso por um dos seguintes métodos:

I.    Publicação no site oficial da empresa;

II.    Correio eletrônico (e-mail); ou

III.    Por escrito, por meio de boletins informativos da empresa ou canais de comunicação corporativa.

C.    Entenda que qualquer negócio contínuo, pedido, aceitação de uma comissão ou pagamento de bônus, ou outro benefício recebido por um Associado de acordo com este Contrato constitui a aceitação deste Contrato na íntegra com toda e qualquer alteração.

1.5    Atrasos

A APLGO Brasil não será responsável por atrasos ou falhas no cumprimento de suas obrigações quando tais atrasos e falhas ocorrerem devido a circunstâncias fora do seu controle. Isso inclui, sem limitação, greves, impossibilidades de trabalho, dificuldades de transporte, motim, guerra, fogo, fenômenos climáticos, restrição de uma fonte de fornecimento, decretos ou ordens governamentais, etc.

 

2.1    PRINCÍPIOS BÁSICOS

2.2    Tornando-se um Associado

Como um Associado da APLGO, você fará parte de uma equipe de pessoas apaixonadas, motivadas e com ideias semelhantes, todos trabalhando em prol do objetivo comum de alcançar o sucesso a nível emocional, pessoal e financeiro. Para se tornar um Associado, você deve cumprir os seguintes requisitos:

I.    Ser maior de idade (a aprtir de 18 anos) em seu estado de residência;

II.    Residir ou ter um endereço válido no Brasil;

III.    Ter um documento de identificação válido e CPF;

IV.    Enviar um formulário devidamente preenchido e assinado (por meio de cópia impressa ou assinatura eletrônica);

V.    Não ser funcionário da APLGO Brasil, cônjuge ou parente de um empregado da empresa morando no mesmo domicílio;

VI.    Pagar uma taxa de R$ 25,00 no momento da inscrição.


2.3    Registro e Inscrição de um Associado

A.    Você pode enviar seu Contrato de Associado por correio ou pelo site da APLGO Brasil. O pedido deve ser recebido dentro de 5 (cinco) dias úteis de sua inscrição para receber os benefícios de Associado. Se o Contrato de Associado for recebido dentro de 5 (cinco) dias úteis, sua conta de Associado permanecerá temporariamente suspensa até que o Contrato seja recebido por você. 

B.    Um potencial novo Associado também pode se inscrever pelainternet na página do Patrocinador local. Em vez de um Contrato de Associado assinado fisicamente, nós aceitaremos a inscrição na web através da “assinatura eletrônica”. A assinatura eletrônica significa que o novo Associado aceitou os termos e condições do Contrato de Associado, as Políticas e Procedimentos, os Termos de Uso e o Plano de Remuneração. Observe que tal assinatura eletrônica constitui um acordo legalmente vinculativo entre você e a empresa.

C.    A APLGO Brasil reserva-se o direito de exigir papelada assinada para qualquer conta, independentemente da origem.

E.    Documentos assinados, incluindo, mas não se limitando a Acordos de Associado, são contratos legalmente vinculativos que não devem ser alterados ou adulterados de qualquer maneira após a execução. Informações falsas ou enganosas, assinaturas falsificadas ou alterações em qualquer documento, incluindo formulários de registro de empresas, feitas após um documento ter sido executado pode levar a sanções, incluindo até encerramentos involuntários dos negócios do Associado.

2.4    Direitos Concedidos

A APLGO Brasil concede ao associado um direito não exclusivo, com base nos termos e condições contidas no Contrato de Associado e nestas Políticas e Procedimentos, para o seguinte:

I.    A capacidade de comprar, vender e promover os produtos e serviços da APLGO Brasil;

II.    Patrocinar novos Associados e clientes, construir uma organização de vendas e ganhar comissões sobre vendas de produtos da APLGO Brasil.

2.5    Números de Identificação

A.    Cada Associado deve fornecer seu CPF ou CNPJ no Contrato de Associado. Podemos solicitar formas adicionais de identificação a qualquer momento, se considerar que a conta pode estar envolvida em qualquer atividade que de outra forma seria considerada antiética. A APLGO reserva-se o direito de reter os pagamentos de comissão de qualquer Associado que não forneça tais informações ou que forneça informações falsas.

B.    Após a inscrição, forneceremos a você um número de identificação APLGO. Este número será usado para fazer pedidos, estruturar organizações e rastrear comissões e bônus.

2,5    Entidades Empresariais

A.    Qualquer organização ou pessoa jurídica (denominada "Entidade Comercial") pode se inscrever para ser um Associado. Este negócio de Associado e o cargo permanecerão temporários até a apresentação dos documentos apropriados. Como exemplos de documentos adequados, temos Certificado de Incorporação, Contrato Social ou Acordo de Parceria. Devemos receber esses documentos em até 5 (cinco) dias úteis a partir da data de assinatura do Contrato de Associado. A Entidade Empresarial deverá digitalizar e enviar todos os documentos aplicáveis para suporte@aplgobrasil.com.br.

B.    Um associado pode mudar seu status sob o mesmo Patrocinador de um indivíduo para uma entidade empresarial, desde que cumpra a Seção 2.5 (A).

2,6    Relacionamento para Negócio Independente; Indenização por Ações

A.    Como um Associado, você é um contratante independente e não um comprador de uma franquia ou oportunidade de negócio. Como resultado, cada O sucesso do associado depende inteiramente de seus próprios esforços independentes.

B.    O Acordo entre você e a APLGO Brasil não cria um relacionamento empregador/empregado, agência, parceria ou fusão.

C.    Um Associado não deve ser tratado como um funcionário da APLGO Brasil por qualquer finalidade, incluindo, sem limitação, para finalidades tributárias federais ou estaduais. O Associado é o responsável pelo pagamento de impostos locais, estaduais e federais devidos por todas as compensações obtidas como Associado. Qualquer outra compensação recebida pelos Associados da empresa serão regidos pelo imposto aplicado no Brasil (ou as leis fiscais de qualquer outra jurisdição aplicável). um Associado não tem autoridade expressa ou implícita para vincular a APLGO Brasil a qualquer obrigação ou assumir quaisquer compromissos em nome da Empresa. Cada Associado, seja atuando como administrador de uma Entidade Empresarial ou representado como um indivíduo, deve estabelecer metas, horários e métodos de operação e venda, desde que em conformidade com os termos do Contrato de Associado, estas Políticas e Procedimentos e leis locais, estaduais e federais.

D.    O Associado é totalmente responsável por todas as suas comunicações verbais e escritas feitas em relação aos produtos, serviços da APLGO e ao Plano de Compensação que não forem expressamente contidos em materiais oficiais da Empresa. Os Associados devem indenizar e isentar de responsabilidade a APLGO Brasil, seus diretores, executivos, funcionários, produto fornecedores e agentes de qualquer e toda responsabilidade, incluindo julgamentos, penalidades civis, reembolsos, honorários advocatícios e custas judiciais decorrentes de representações ou ações não autorizadas feitas pelo Associado. Esta disposição deve se sobrepor à rescisão do Contrato de Associado.

2,7    Erros ou perguntas

Se um Associado tiver dúvidas ou acreditar que quaisquer erros foram cometidos em relação comissões, bônus, relatórios de negócios, pedidos ou cobranças, a empresa recomenda contato por e-mail para suporte@aplgobrasil.com.br dentro de 30 (trinta) dias a partir da data do erro ou divergência. Quaisquer erros, omissões ou problemas não relatados dentro deste prazo de trinta dias serão expressamente invalidados.

3.0   RESPONSABILIDADES DE UM ASSOCIADO DA APLGO

3.1    Endereços Corretos

A.    É responsabilidade de qualquer Cliente ou Associado garantir que a empresa tenha o endereço de entrega correto antes do envio de qualquer pedido.

B.    O Associado deverá fornecer um prazo de 30 (trinta) dias para qualquer notificação de mudança de endereço enviada à empresa ou a um cliente.

3.2    Treinamento e Liderança

A.    Qualquer Associado que patrocina outro Associado na APLGO Brasil deve desempenhar uma função autêntica de assistência e treinamento para garantir que os  seus descendentes patrocinados operem seus negócios de acordo com estas Políticas e Procedimentos. Os Associados patrocinadores devem ter contato e comunicação com os seus patrocinados, o que pode incluir, mas não estando limitado a, boletins informativos, correspondência por escrito, telefone, reuniões de equipe, correio de voz, e-mail, sessões de treinamento, webinars e quaisquer outras funções relacionadas.

B.    Um associado Patrocinador deve monitorar os Associados patrocinados para garantir que estes não façam reivindicações de produtos ou negócios impróprios, ou se envolvam em qualquer ação ilegal ou conduta inadequada. Mediante solicitação, um Associado deve ser capaz de fornecer evidência documentada para a empresa de seu cumprimento contínuo das responsabilidades de Patrocinador.

C.    Os Associados Patrocinadores são incentivados a motivar e treinar novos Associados Patrocinados sobre produtos e serviços da empresa, técnicas de vendas eficazes, o Plano de Compensação da empresa e o cumprimento destas Políticas e Procedimentos.

D.    A comercialização e venda de produtos é uma atividade obrigatória na APLGO Brasil e deve ser enfatizada em todas as apresentações de recrutamento.

E.    Priorizamos todos os Associados para vender produtos e serviços da APLGO Brasil primeiramente para os clientes e, em seguida, para os Associados em potencial e os atuais.

F.    Uso do auxílio de vendas. A criação das ferramentas de vendas da APLGO Brasil é limitada aos Diretores e
superiores. Esses Associados devem enviar todos os auxílios de vendas por escrito, materiais promocionais, anúncios, sites e outras literaturas para a empresa para aprovação antes de usar. A menos que o associado receba aprovação específica por escrito para usar material, a solicitação será considerada negada. Todos os Associados devem salvaguardar e promover a boa reputação da APLGO Brasil e de seus produtos. Uma vez aprovado, a empresa reserva-se o direito de incorporar o material de treinamento aprovado em seus próprios esforços promocionais.

G.    O associado não tem o direito de registrar nomes de domínio, perfis de mídia social, páginas ou contas contendo os seguintes termos; marcas registradas da empresa, nomes comerciais; outras palavras/uso de palavra que é confusamente semelhante ao mencionado acima (incluindo cores da empresa). O Associado tem o direito de usar imagens de produtos, marcas registradas e outros sinais da APLGO ao projetar seus produtos em páginas online somente após om recebimento do consentimento por escrito da empresa, tanto quanto necessário para o devido cumprimento deste Contrato. O Associado concorda em evitar o registro de marcas, nomes comerciais e outros projetos que incluam termos confusamente semelhantes ao nome da APLGO.

3.3    Críticas Construtivas; Ética

A.    É nosso objetivo fornecer a você uma combinação de produtos excepcionais e um Plano de Compensação gratificante. Assim, valorizamos a crítica construtiva e encorajamos a apresentação de comentários por escrito dirigidos à empresa para o Departamento de Conformidade, desde que tais comentários sejam feitos por meio de uma postura respeitosa e de maneira produtiva.

B.    Comentários negativos e depreciativos de Associados feitos a terceiros sobre a empresa, seus produtos ou Plano de Compensação, ou comportamento perturbador online, em reuniões ou em eventos da empresa, não tem nenhum propósito além de amortecer o entusiasmo de todos aqueles que participam do negócio APLGO Brasil. Os Associados não devem menosprezar a empresa, outros Associados, os produtos ou serviços da empresa, o Plano de Remuneração ou os diretore, executivos ou funcionários da empresa, fornecedores de produtos ou agentes. Tal conduta representará um material de violação destas Políticas e Procedimentos e poderá estar sujeita a sanções como a empresa achar melhor.

C.    APLGO Brasil endossa o seguinte Código de Ética:

I.    Os Associados devem mostrar justiça, tolerância e respeito a todas as pessoas associadas à APLGO Brasil, independentemente de raça, gênero, classe social ou religião;

II.    Os Associados devem contribuir e promover uma atmosfera de positividade, trabalho em equipe, boa moral e espírito comunitário.

III.    Os Associados devem se esforçar para resolver problemas de negócios, incluindo situações com membros da linha ascendente e descendente por meio de tato, sensibilidade e boa vontade.
IV.    Os Associados devem ser honestos, responsáveis, profissionais e condutores com integridade.

V.    Os Associados nunca devem desacreditar a empresa, outros Associados, funcionários da empresa, fornecedores ou agentes de produtos, produtos, serviços, vendas e campanhas de marketing, ou o Plano de Compensação, ou ainda fazer declarações que ofendam, enganem ou coajam outras pessoas de forma não razoável.

VI.    A APLGO Brasil pode tomar as medidas cabíveis contra um Associado se determinar, a seu exclusivo critério, que a conduta do Associado é prejudicial ou perturbadora para a empresa ou outros Associates e/ou funcionários da empresa, fornecedores ou agente de produtos.

Os Associados e Representante conduzirão suas atividades comerciais em nome da APLGO com transparência, integridade e compromisso com os mais elevados padrões e práticas de conduta ética e não estará envolvido em atividades ou condutas ilegais.
Nós reconhecemos e cumprimos as leis em todos os locais em que operamos. Portanto, este Código não será diferente das leis locais. Em caso de inconsistência, você cumprirá as normas deste Código apenas se elas forem mais exigentes do que as leis e regulamentos aplicáveis.

Caso tenha alguma dúvida ou se não tiver certeza sobre quais leis são aplicáveis a você e ao seu local, entre em contato com o seu Departamento Jurídico local para obter ajuda.

Embora seja um esforço enorme para qualquer um ter conhecimento de todos os aspectos de cada lei aplicável, as exigências a seguir representam as práticas e normas mínimas que esperamos que nossos colaboradores sigam:

Cumprimento das Leis Anticorrupção

Nós temos uma política de tolerância zero para qualquer forma de corrupção pública ou privada, incluindo, entre outros, suborno, peculato, extorsão, acordos ilegais e pagamentos de facilitação feitos por nossos colaboradores ou terceiros na condução dos nossos negócios.
Você cumprirá todas as leis, regulamentos e normas locais e internacionais aplicáveis relacionados a questões anticorrupção nos locais onde fazemos negócios, incluindo a Lei da Empresa Limpa Brasileira, a Lei Antissuborno do Reino Unido [United Kingdom Bribery Act], a Lei do Código Penal Australiano [Australian Criminal Code Act] (e outras leis locais aplicáveis), além da Lei de Práticas de Corrupção no Exterior [Foreign Corrupt Practices Act FCPA]. Essas exigências são tratadas na política anticorrupção da sua Companhia do Grupo.

Como Associado ou colaborador ou com ou por meio de qualquer terceiro agindo em nome da APLGO , você está proibido de participar de qualquer atividade corrupta e de oferecer, prometer, fornecer ou autorizar, direta ou indiretamente, qualquer pessoa a dar dinheiro ou qualquer item de valor a um Funcionário Público ou qualquer pessoa física ou jurídica privada com o intuito de obter ou manter qualquer vantagem indevida.

“Lavagem de Dinheiro”: é o processo pelo qual alguém converte recursos obtidos de atividades ilegais em recursos que aparentam ser legítimos.

 “Suborno”: significa qualquer oferta, promessa ou autorização de pagamento a respeito de qualquer incentivo a qualquer Funcionário Público ou pessoa relacionada a ele, incluindo qualquer pessoa física ou jurídica do setor privado, se o incentivo tiver o intuito de influenciar o beneficiário a usar indevidamente seu cargo ou dever para obter ou manter uma vantagem comercial indevida em benefício próprio ou de terceiros.

“Pagamentos de Facilitação”: são pagamentos de valor nominal a Funcionários Públicos em posição hierárquica inferior para acelerar um processo judicial ou administrativo do qual uma companhia do Grupo possa ser uma parte ou para “facilitar” ações governamentais de rotina sobre as quais os Funcionários Públicos não têm poder discricionário. Exemplos de ações não discricionárias de rotina podem incluir o fornecimento de proteção policial, concessão de licenças, alvarás ou serviços públicos ou serviços de despacho aduaneiro.

Para mais informações, consulte a política anticorrupção da sua Companhia do Grupo e seu Departamento de Ética & Compliance local.

Relação com Agentes Públicos

Você deve seguir nossas políticas internas e exigências de aprovação ao fornecer qualquer item de valor a Funcionários Públicos em nome da APLGO . Um “item de valor” inclui, entre outros, a oferta de brindes, presentes, viagens, entretenimentos, empregos e outras ofertas.

Funcionários Públicos atuais ou ex-Funcionários Públicos somente serão contratados se as leis e regulamentos locais foram rigorosamente seguidos (incluindo, entre outros, o período de quarentena obrigatório), as aprovações necessárias tiverem sido obtidas e não houver nenhum Conflito de Interesses real ou aparente. Além disso, antes de contratar Funcionários Públicos, você deve consultar sua equipe de Ética & Compliance local.

Para mais informações, consulte a política anticorrupção da sua Companhia do Grupo, a Política de Conflitos de Interesses da sua Companhia do Grupo e seus departamentos Jurídico e/ou de Ética & Compliance locais.

Cumprimento das Leis de Combate à Lavagem de Dinheiro

Nós cumprimos todas as leis, regulamentos e normas locais e internacionais de combate à lavagem de dinheiro aplicáveis aos locais onde operamos e temos procedimentos em prática para mitigar o risco de atividades de lavagem de dinheiro e para identificar e impedir quaisquer irregularidades.

Todos os nossos colaboradores devem cumprir estritamente todas as leis e regulamentos relacionados a essa questão e agir de forma a efetivamente prevenir e monitorar a ocorrência direta ou indireta dessas práticas na cadeia de negócios da APLGO .

Você deve estar atento aos sinais de alerta, como:

  • solicitações de compra que não estejam alinhadas à atividade comercial normal do fornecedor;
  • solicitações de pagamentos elevados em dinheiro ou outros meios de pagamento incomuns;
  • solicitação de transferência em dinheiro, ou
  • outras formas de pagamento a países que não estejam incluídos no contrato comercial.


Comércio Internacional

Nós cumprimos as leis que regulamentam o comércio e as sanções que limitam nossa capacidade de fazer negócios com determinados países, empresas e pessoas físicas.

Nosso Papel:

  • nós cumprimos os regulamentos comerciais nos mercados nos quais fazemos negócios;
  • nós cumprimos todas as leis de importação e exportação que regulamentam a transferência de produtos, informações, tecnologias e serviços, incluindo exigências de licenciamento e aduaneiras;
  • nós agimos de acordo com sanções e embargos econômicos que proíbem ou restringem determinados países, empresas e pessoas físicas.

Cumprimento das Leis de Proteção de Dados

Nós cumprimos as leis de proteção de dados em todos os mercados nos quais fazemos negócios, incluindo, entre outros, a Lei Brasileira de Proteção de Dados, a Lei de Proteção de Dados [Data Protection Act] de 2018 (Reino Unido), o Regulamento Geral Sobre a Proteção de Dados da UE [EU General Data Protection Regulation GDPR] e a Lei de Privacidade Australiana [Australian Privacy Act] 1988 (Cth). Estamos comprometidos em cumprir os princípios aplicáveis à proteção de dados pessoais de acordo com essas leis.

Nós utilizaremos apenas dados pessoais de acordo com a finalidade legítima para que foram obtidos e as notificações de privacidade aplicáveis. Você é responsável por cumprir todas as normas de proteção de dados e confidencialidade da APLGO , observando todas as leis locais, regulamentos e normas internacionais aplicáveis, honrando a privacidade e mantendo seguros os dados pessoais a que você tem acesso durante o trabalho.

Cumprimento das Leis Antitruste

Nós cumprimos leis de defesa da concorrência justas à medida que conduzimos nossos negócios eticamente e não usamos práticas desleais para ganhar qualquer negócio e buscamos promover a livre concorrência nos mercados onde operamos. Como tal, nós condenamos e buscamos proibir qualquer conduta anticoncorrencial e práticas abusivas que possam constituir violações econômicas e/ou concorrência desleal, sempre buscando ser transparentes e justos. Violações de leis antitruste e de concorrência justa poderão resultar em penalidades severas para a APLGO e nossos colaboradores.

Como colaborador da APLGO , você deve:

  • Cumprir todas as leis aplicáveis de concorrência justa e antitruste;
  • Usar meios legítimos para obter informações sobre nossos concorrentes;
  • Respeitar as informações confidenciais e os direitos de propriedade intelectual de nossos concorrentes e de outros Terceiros; e
  • Obter a aprovação do Jurídico em caso de operações societárias (ex., incorporações, aquisições e joint ventures, outros contratos associados).

Auditoria de Terceiros

Ao contratar ou renovar um contrato com um fornecedor ou terceiro, você deve realizar uma auditoria de terceiros ou auditoria quando exigido pela política ou processo de avaliação de risco da sua Companhia do Grupo, para garantir que o fornecedor ou o terceiro não esteja envolvido em um comportamento ilegal ou em ações que violem o Código de Conduta do Fornecedor da sua Companhia do Grupo.

Sujeito à avaliação de risco, a auditoria também deve ser realizada como parte de qualquer proposta de investimento ou aquisição inicial ou decisão para identificar qualquer exposição significativa aparente a riscos relacionados a suborno.

Linha Ética e Medidas Disciplinares

Espera-se que você faça perguntas, suscite suas preocupações e relate, de boa-fé, quaisquer irregularidades suspeitas relacionadas aos princípios deste Código a seu supervisor direto, departamento de E&C, RH, administração e/ou à nossa Linha Ética APLGO ou à linha de apoio da sua Companhia do Grupo, bem como incentive seus subordinados diretos a manifestar-se.

A Linha Ética APLGO e a Linha de Apoio de Integridade da Avon garantem a segurança, confidencialidade e a preservação da identidade de todos os reclamantes na medida em que permitido pela lei. Retaliações de qualquer tipo contra um reclamante ou aqueles envolvidos em uma investigação não são permitidas. Todas as informações serão compartilhadas apenas conforme exigido pela lei.

Os resultados poderão ser compartilhados com as partes envolvidas, quando considerado aplicável e conforme exigido por lei. Se relevante e apropriado, investigações poderão ser realizadas por terceiros relevantes.

Violações dos princípios definidos neste Código poderão resultar em medidas disciplinares, incluindo, entre outros, avisos verbais e por escrito, suspensões temporárias e rescisão do vínculo associativo, dependendo da gravidade da violação. O relato falso de violações também pode resultar em ações disciplinares.

Se as violações alegadas constituírem um crime, as autoridades relevantes serão notificadas, sem prejuízo aos demais resultados descritos acima.

“Retaliação”: significa qualquer ação direta ou indireta que puna um indivíduo por apoiar os valores éticos, políticas e procedimentos da APLGO ou de nossas Companhias do Grupo, o que pode incluir qualquer ação que afete a realização do trabalho de alguém (ex., exclusão não justificada de reuniões de trabalho e projetos, discriminação, bullying, assédio ou punição a alguém por fazer uma reclamação).

3.4    Denúncia de Violação da Política

A.    Um Associado que observa uma violação da política por outro Associado deve enviar uma carta escrita e assinada comunicando a violação diretamente para o Departamento de Conformidade da empresa no e-mail conformidade@aplgobrasil.com.br.

B.    A carta deve estabelecer os detalhes do incidente da seguinte forma:

I.    A natureza da violação e os fatos específicos para apoiar a alegação;

II.    Número de ocorrências e datas;

III.    As Pessoas envolvidas; e

IV.    Qualquer outra documentação de apoio.

C.    Após a apresentação ao Departamento de Conformidade da empresa, pesquisaremos o incidente em questão e tomarems as medidas adequadas, conforme julgarmos necessário.

D.    Esta seção se refere ao relato geral de violações de política conforme observado por outros Associados pelo esforço mútuo para apoiar, proteger e defender a integridade dos negócios e oportunidades da APLGO Brasil. Se um Associado tiver uma queixa ou reclamação contra outro Associado com o qual se relaciona diretamente, os procedimentos estabelecidos nestas

Políticas devem ser seguido.

3.5    Patrocínio

A.    O patrocinador é a pessoa que apresenta uma pessoa, seja um cliente ou um Associado, à APLGO Brasil e os ajuda a completar sua inscrição, apóia aqueles em sua linha descendente e continua a fornecer treinamento e assistência para todos os seus descendenets patrocinados.

B.    A Empresa reconhece o Patrocinador como o(s) nome(s) mostrado(s) no primeiro: 

I. Contrato de Associado assinado fisicamente em arquivo;

II. Contrato de Associado assinado eletronicamente pelo Site da empresa ou site replicado de um Associado.

C.    Um Contrato de Associado que contém anotações como "por telefone" ou
as assinaturas de outros indivíduos (ou seja, patrocinadores, cônjuges, parentes ou amigos) não são válidos e não serão aceitos pela empresa.

D.    Reconhecemos que cada novo Associado em potencial tem o direito de, em última instância, escolher seu próprio Patrocinador, mas não permitiremos que Associados se envolvam em práticas antiéticas de patrocínio.

E.    Todos os Associados ativos e em boa situação têm o direito de patrocinar e inscrever outras pessoas na APLGO Brasil. Enquanto estiver envolvido em atividades de patrocínio, é incomum encontrar situações em que mais de um Associado abordará o mesmo cliente potencial. Em qualquer caso, o cliente em potencial tem o direito de escolher com quem eles querem fazer negócios. Se um cliente em potencial for enviado para uma reunião onde o patrocinador não pôde comparecer, espera-se que o anfitrião incentive o cliente em potencial a voltar a entrar em contato com a pessoa que o encaminhou para a reunião.

3.6    Proibição de “aliciamento” de Patrocínio Cruzado

A.    “Patrocínio cruzado”, também conhecido como “sedutor”, é definido como a inscrição de um pessoa física ou jurídica em uma linha diferente de patrocínio que já assinou um Contrato de Associado. O patrocínio cruzado real ou tentado não é permitido. Se o patrocínio cruzado for verificado pela empresa, sanções ou até mesmo a rescisão dos negócios de um Associado pode ser imposta.

B.    O uso do nome de um cônjuge ou parente, nomes comerciais, nomes falsos, nomes de DBA, corporação, parceria, confiança, números de identificação federais ou números de identificação fictícios para evadir ou contornar esta política é estritamente proibido.

C.    Esta política não proíbe a transferência de um negócio APLGO Brasil de acordo com a política de venda ou transferência aqui definida.

3.7    Adesão ao Plano de Compensação APLGO Brasil

A.    Um associado deve cumprir os termos do Plano de Compensação da empresa. Qualquer desvio do Plano de Compensação é estritamente proibido.

B.    Um associado não deve fazer negócios ou transações em nome da APLGO por meio de, ou em combinação com qualquer outro sistema, programa ou método de marketing diferente daquele estabelecido especificamente em materiais oficiais da empresa.

C.    Um associado não deve induzir ou encorajar um atual ou potencial cliente ou Associado para participar dos negócios da APLGO em qualquer forma que não esteja de acordo com o Plano de Compensação ou outros materiais da empresa.

D.    Além de tais compras ou pagamentos necessários para construir naturalmente seus negócios, o Associado não deve induzir ou encorajar um funcionário atual ou potencial cliente ou Associado a fazer uma compra ou pagamento a qualquer indivíduo ou outra entidade como condição para participar do Plano de Compensação da empresa.

E.    Um Associado deve sempre ter a Divulgação de Renda incluída no fim de uma apresentação, declaração, postagem em mídia, etc, quando fizer quaisquer reivindicações de renda relativas ao Plano de Compensação APLGO Brasil (Ver seção 3.14).

3.8    Aderência às Leis e Ordenações

Os Associados devem verificar suas leis locais, em caso de haver leis municipais ou estaduais que rejam os seus negócios, para que possam aderí-las. O Associado deve cumprir todas as leis e regulamentos federais, estaduais e municipais na condução dos seus negócios com a APLGO Brasil.

3.9    Conformidade com as Leis de Imposto de Renda Aplicáveis

A.    APLGO não possui quaisquer responsábilidade tributária sob Associados, rendimentos de terceiros e ou terceirizados, sendo cada representante individualente ou corporativo responsável por todos e quaisquer tributos derivados de seus rendimentos mesmo quando o mesmo seja recebivel da APLGO.

B.    Um Associado assume a responsabilidade exclusiva e concorda em pagar todas os impostos federais, estaduais e municipais sobre qualquer receita gerada como proprietário de uma empresa independente, e concorda ainda em indenizar a APLGO Brasil de qualquer falha no pagamento de tais valores fiscais, quando devido.

C.    Se a empresa de um Associado for isenta de impostos, o documento de isenção deverá ser fornecido à empresa por escrito.

D.    A APLGO Brasil incentiva todos os Associados a consultar um contador ou consultor tributário para informações adicionais para seus negócios sobre tributação.

3.10    Um Negócio APLGO por Unidade Famíliar

Um associado pode operar, ser proprietário ou ter participação, seja legal ou equitativa, como sociedade unipessoal, sócio ou acionista em apenas um negócio APLGO. Nenhum indivíduo pode ter, operar ou receber compensação de mais de 1 (um) negócio APLGO. Portanto, cada membro familiar será colocado dentro do primeiro membro da família inscrito. Uma “unidade familiar” é definida como cônjuges e filhos dependentes que vivem no mesmo endereço. Nota: Filhos a partir de 18 anos de idade não são considerados parte da unidade familiar, portanto poderão operar ou ter interesse em seus próprios negócios APLGO. Caso haja algum outro membro de sua família que já seja vinculado a um negócio APLGO, não poderá haver mais que 1 (um) negócio APLGO operando no mesmom endereço.

3.11    Ações de Membros da Família ou Partes Afiliadas

Se qualquer membro de sua família se envolver em qualquer atividade que, se realizada por você, violaria qualquer disposição do Contrato, tal atividade será considerada uma violação por você. A APLGO considera os indivíduos que compartilham informações de contato, como endereço, número de telefone, formas de pagamento ou qualquer outro tipo de informação de contato, como uma afiliação. Como resultado, a empresa pode assumir ação disciplinar de acordo com estas Políticas e Procedimentos contra você. Da mesma forma, se algum indivíduo vinculado de qualquer forma a uma entidade empresarial violar o Contrato, tal ação (ões) será (ão) considerada (s) uma violação pela entidade empresarial, e a APLGO pode tomar as medidas disciplinares cabíveis contra a entidade empresarial. Da mesma forma, se um Associado se inscreve na APLGO Brasil como uma entidade empresarial, cada parte afiliada da entidade empresarial deve ser individualmente vinculada e deverá cumprir os termos e condições do Contrato.

3.12    Solicitação de Outras Empresas ou Produtos

A.    Um Associado poderá participar de outras vendas diretas em rede multinível de empreendimentos comerciais de marketing ou marketing de relacionamento ou oportunidades de marketing (coletivamente “Marketing de Rede”). No entanto, durante a Vigência deste Contrato e por 1 (um) ano depois disso, você não poderá recrutar qualquer outro cliente APLGO Brasil ou Associado para qualquer outro negócio de marketing de rede.

B.    O termo "recrutamento" significa solicitação, inscrição, incentivo real ou tentativa, ou esforço para influenciar de qualquer outra forma (seja diretamente ou por meio de um terceiro) outro cliente ou Associado para se inscrever ou participar de qualquer oportunidade de Marketing de Rede. Esta conduta representa o recrutamento, mesmo que  essas ações sejam em resposta a uma consulta feita por outro cliente ou Associado.

C.    Devido à visibilidade de nossos Associados de alto escalão, Associados com status de Diretor Nacional ou acima concordam em não participar de qualquer empresa de marketing de rede ou plano de festas, independentemente se a empresa vende produtos concorrentes ou não.

D.    Um Associado não pode exibir ou agrupar produtos ou serviços APLGO em literatura de vendas, em sites, postagens em mídia social, comunicação por e-mail ou em reuniões de vendas, com quaisquer outros produtos ou serviços para evitar confundir ou enganar um potencial cliente ou Associado em acreditar que existe um relacionamento entre a APLGO Brasil e esses produtos ou serviços exibidos que não sejam relacionados à empresa.

E.    É vetado ao Associado oferecer oportunidades, produtos ou serviços não relacionados à APLGO em reuniões, seminários ou convenções da APLGO Brasil, ou imediatamente após esses  eventos.

F.    A violação de qualquer uma das disposições desta seção será considerada irracional e interferência contratual injustificada entre a empresa e o Associado, tais ações sendo consideradas danos irreparáveis à APLGO Brasil. Nesse caso, a empresa poderá, a seu exclusivo critério, impor qualquer sanção que julgar necessária e apropriada contra o Associado ou negócio do Associado o que pode incluir rescisão, pedido de medida cautelar imediata ou qualquer outros recursos legais cabíveis.

3.13    Apresentação da Oportunidade APLGO Brasil

A.    Ao apresentar a empresa para potenciais clientes ou Associados, você deve cumprir as seguintes disposições:

I.    Abstenha-se de citar erroneamente ou omitir qualquer fato material significativo sobre o Plano de Compensação da empresa.

II.    Deixe claro que o Plano de Compensação é baseado nas vendas de produtos e serviços da APLGO Brasil aos consumidores.

III.    Deixe claro que o sucesso só pode ser alcançado por meio de esforço e trabalho árduo.

IV.    Abstenha-se de projeções de receita não autorizadas, reclamações ou garantias durante qualquer apresentação da APLGO Brasil ou do Plano de Compensação para clientes ou Associados em potencial.

IV.    Abstenha-se de quaisquer reclamações sobre os produtos ou serviços da empresa não encontrados em materiais oficiais da empresa.

VII.    Abstenha-se de promover APLGO Brasil em qualquer país onde ainda não tenhamos estabelecido uma “presença”.

VIII.    Incluia a declaração de divulgação de renda da APLGO Brasil em qualquer apresentação verbal ou em mídia impressa ou online, mostrando o Plano de Compensação, recompensas e reivindicações de estilo de vida. (Veja 3.14)

B.    Os termos “declaração de rendimentos” e/ou “representação de rendimentos” incluem o seguinte:

I.    Declarações de ganhos médios;

II.    Declarações de ganhos não médios;

III.    Demonstrações de intervalos de ganhos;

IV.    Depoimentos de renda;

V.    Reivindicações de estilo de vida;

VI.    Reivindicação de recompensas; e

VII.    Alegações hipotéticas.

3.14    Declaração de divulgação de renda

Deverá ser usada nas páginas online, mídia social ou qualquer material de divulgação dos Associados com a finalidade de esclarecer informações sobre renda, estilo de vida ou recompensas.

I.    Divulgação de renda (versão completa)

O Plano de Compensação APLGO Brasil é uma ótims maneira de recompensar os Associados por venderem nossos produtos e serviços e para ajudar outros participantes que fazem o mesmo. Embora a oportunidade seja ilimitada para todos que desejam participar, os resultados individuais variam de acordo com as condições de mercado, níveis de compromisso e as habilidades de vendas de cada Associado.

Como a empresa está sendo lançada recentemente no Brasil, ainda não há dados e estatísticas suficientes para preparar divulgações de receitas mais extensas. No entanto, as seguintes projeções abaixo refletem estimativas preparadas pela empresa enquanto aguardamos uma pesquisa mais detalhada a ser realizada após seu primeiro ano. Baseado em padrões da indústria e projeções da empresa, a receita bruta média anual por Associado é projetado para ser algo entre R $ 5.000 e
$ 20.000.

Observação: esses números não refletem as despesas decorrentes da construção de um negócio APLGO, que poderia ultrapassar as comissões recebidas. Certamente haverá Associados que ganharão menos, enquanto outros pode ganhar muito mais. Estamos entusiasmados com o Plano de Compensação APLGO Brasil e estamos confiantes de que fornecerá uma base sólida para ajudá-lo a alcançar seus objetivos financeiros.

Se as projeções de receita foram apresentadas a você antes de sua inscrição, tais projeções não serão necessariamente representativas da receita, se houver, que você pode ou irá ganhar através da sua participação no Plano de Compensação APLGO Brasil.

Essas projeções de receita não devem ser consideradas como garantias ou projeções de seus ganhos ou lucros reais. O sucesso com a APLGO Brasil surge apenas de trabalho árduo, dedicação e liderança excepcional.

II.    Divulgação de renda (versão resumida)
Esta ilustração é apenas para fins educacionais e não se destina a servir como um garantia de renda. O sucesso neste negócio requer muito trabalho, dedicação e habilidades de vendas exemplares. O participante médio (“associado”) neste negócio ganha entre $ 5.000 e $ 20.000 por ano. Alguns provavelmente ganharão menos enquanto outros podem ganhar muito mais.

3.15    Requisitos de Vendas são Regidos pelo Plano de Compensação

A.    Para todos os produtos e serviços da APLGO, a empresa oferece um preço de venda definido. Não há exclusividade de territórios concedidos a qualquer pessoa. Nenhuma taxa de franquia é aplicável a um negócio APLGO.

B.    O programa APLGO baseia-se nas vendas ao consumidor final. Portanto, os Associados devem comprar apenas estoque que eles e suas famílias consumirão pessoalmente, o que será usado como uma ferramenta de vendas ou será revendido a terceiros para uso final. Os Associados nunca devem tentar influenciar qualquer outro Associado a comprar mais produtos do que eles conseguem usar ou vender aos clientes dentro de um mês.


4,0    PEDIDOS

4.1    Políticas Gerais de Pedidos

A.    A “compra de bônus” é absolutamente proibida. A compra de bônus inclui qualquer um dos seguintes cenários:

I.    A inscrição de pessoas físicas ou jurídicas sem o conhecimento e/ou execução de um Contrato por tais indivíduos ou entidades comerciais;

II.    A inscrição fraudulenta de um indivíduo ou entidade como cliente ou Associado;

III.    A inscrição ou tentativa de inscrição de indivíduos ou entidades comerciais inexistentes como clientes ou Associados (“fantasmas”);

IV.    Adquirir produtos ou serviços da APLGO Brasil em nome de outro cliente ou
Associado, ou usando seu cartão de crédito para comprar produtos sob número de identificação de outro cliente ou Associado, com a intenção de se qualificar para comissões ou bônus;

V.    Aquisição de quantidades excessivas de produtos ou serviços que não poderão ser usados ou revendidos em um mês; e/ou

VI.    Qualquer outro mecanismo ou artifício com o propósito de se qualificar para avanço na classificação, incentivos, prêmios, comissões ou bônus que não sejam motivados por produtos ou serviços de boa-fé comprados pelos consumidores finais.

B.    Um Associado não deve usar cartão de crédito ou débito em conta corrente de um cliente ou de outro Associado para se inscrever no APLGO Brasil ou comprar produtos ou serviços sem a permissão por escrito do titular da conta. Tal documentação deve ser mantida pelo Associado indefinidamente no caso de a empresa precisar fazer referência a isso.

C.    Em relação a um pedido com um pagamento inválido ou incorreto, tentaremos entrar em contato com o Associado por telefone, correio ou e-mail, a fim de obter outra forma de pagamento. Se essas tentativas forem mal sucedidas após 10 (dez) dias úteis, o pedido será cancelado.

D.    Os preços estão sujeitos a alteração sem aviso prévio.

E.    Um cliente ou Associado que receber um pedido danificado ou incorreto deverá notificar a empresa no prazo de 30 (trinta) dias corridos a partir do recebimento do pedido e seguir os procedimentos conforme estabelecido nestas Políticas e Procedimentos.

4.2    Fundos Insuficientes

A.    Todos os cheques devolvidos por fundos insuficientes serão reenviados para pagamento. Uma taxa de R$ 30 será cobrada na conta do cliente ou Associado por cada devolução de cheques por fundo insuficiente.

B.    Qualquer saldo pendente devido à empresa por um cliente ou Associado por cheques sem fundos, taxas de cheques devolvidos, saldo insuficiente por meio de cartão de crédito ou débito, entre outros, será retido de seus bônus e comissões futuras.

C.    Todas as transações envolvendo cheques devolvidos ou saldos insuficientes por meio de cartão de crédito ou débito, entre outros, que não forem resolvidas em tempo hábil pelo associado, constituem fundamento para sanções disciplinares.

D.    Se um pedido de cartão de crédito ou débito for recusado pela primeira vez, o cliente ou o Associado será contatado para uma forma alternativa de pagamento. Se o pagamento for recusado uma segunda vez, o cliente ou Associado poderá ser considerado inelegível para adquirir produtos ou serviços da empresa no futuro.

E.    Estornos: quando um banco reverte uma transação com cartão de crédito, devolvendo fundos para o titular do cartão, é conhecido como um estorno. Os estornos geralmente são emitidos quando compras fraudulentas foram feitas no cartão de crédito de uma pessoa. Quando a APLGO recebe um aviso de estorno, a conta na qual a compra foi realizada é bloqueada imediatamente e todos os serviços relacionados na conta são desativados. Como cautela, a APLGO considera os estornos como resultado de possível fraude e suspende todas as contas por 30 (trinta) dias ou até que o problema seja resolvido. A APLGO reserva o direito de cobrar R$ 50 para restabelecer uma conta que foi desativada devido a um notificação de estorno, podendo este valor não ser cobrado se for comprovado que não houve atitude fraudulenta.

4.3    Obrigação de Imposto sobre Vendas

A.    O Associado deve cumprir e pagar todos os impostos federais, estaduais e municipais, assim como os  regulamentos que regem a venda de nossos produtos e serviços.

B.    A APLGO Brasil recolherá e remeterá impostos sobre vendas em pedidos de Associados, a menos que o Associado forneça à empresa algum comprovante de que esses impostos estão sendo devidamente pagos. Quando os pedidos são feitos com a empresa, o imposto sobre vendas é pré-pago com base no preço de varejo sugerido. A empresa remeterá o imposto sobre vendas para as devidas jurisdições federais, estaduais e municipais, podendo o Asociado recuperar o imposto sobre vendas no momento da venda.

C.    Recomendamos cada Associado a consultar um contador ou consultor tributário para obter informações tributárias sobre seus negócios APLGO.

5.1    PAGAMENTO DE COMISSÕES E BÔNUS

5.2    Bônus e Qualificações de Comissão

A.    Um associado deve estar ativo (conforme definido no Glossário de Termos) e em conformidade com estas Políticas e Procedimentos para se qualificar para recebimento de bônus e comissões. Uma vez que o Associado cumpra os termos do Contrato, a empresa deverá pagar comissões a tal Associado de acordo com o Plano de Compensação.

B.    A empresa não emitirá pagamento a um Associado sem o recebimento de um Contrato de Associado preenchido e assinado por meio de cópia impressa ou por meio assinatura eletrônica.

C.    A empresa reterá os valores de bônus e comissões se estes somarem menos de R$30. Uma vez que o valor cumulativo exceda R$ 30, esses valores acumulados serão pagos juntamente com o próximo pagamento.

5.3    Cálculo de Comissões e Discrepâncias

A.    Um Associado que fizer seu primeiro pedido deve revisar seu extrato de bônus e comissão localizados no back office de seu site e relatar quaisquer discrepâncias dentro de 30 (trinta) dias do recebimento. Depois desse período de carência inicial, a partir do segundo mês como um Associado, todos os pedidos relativos a recebimentos de bônus e comissão devem ser relatado dentro de 14 (quatorze) dias úteis, a fim de serem calculados e pagos.

B.    Se o Associado acredita ter havido um erro de cálculo de bônus ou comissões, ele deverá enviar um e-mail para suporte@aplgobrasil.com.br, incluindo o número da conta no corpo do e-mail e descrevendo detalhadamente os valores errados.

C.    Para obter informações adicionais sobre o pagamento de comissões, consulte o Plano de Compensação.

5.4    Ajustes de bônus e comissões para produtos devolvidos

A.    Um Associado recebe bônus e comissões com base na venda real de produtos e serviços ao consumidor final. Quando um produto ou serviço é devolvido para a empresa para um reembolso do consumidor final, os bônus e comissões atribuíveis ao produto ou serviço devolvido serão deduzidos do Associado que recebeu bônus ou comissões nas referidas vendas. As deduções ocorrerão no mês em que o reembolso é realizado e continua cada período de pagamento a partir de então até que o reembolso seja quitado.

B.    No caso de um Associado encerrar seus negócios, e o valores dos bônus ou comissões atribuíveis aos produtos ou serviços devolvidos ainda não tiverem sido totalmente recuperados pela empresa, o restante do saldo pendente pode ser compensado com quaisquer outros valores que possam ser devidos por da empresa ao Associado rescindido.


6,0    SATISFAÇÃO GARANTIDA E DEVOLUÇÕES

6.1    Reembolsos de clientes

A.    APLGO Brasil oferece uma garantia de devolução de 100% do dinheiro para todos os clientes em trinta dias. Se um cliente comprou um produto ou serviço e não está satisfeito, o cliente pode solicitar um reembolso de seu Associado.

B.    A APLGO Brasil preza pela qualidade dos seus produtos e serviços, e substituirá qualquer produto ou serviço com defeito. Qualquer pessoa que devolver um produto danificado ou com defeito deverá preencher o formulário para troca ou devolução.

C.    Trocas de produtos feitas com a finalidade de ganho favorável para um Associado por meio de maximizar comissões ou manipular o Plano de Compensação da APLGO (conforme evidenciado por meio de padrões de comportamento observados fora do padrão normal de trocas) não serão honrados e serão considerados uma violação material do Contrato de Associado.

6.2    Devolução de Cliente de Varejo para Associados

A.    A APLGO Brasil obriga seus Associados a honrar incondicionalmente a garantia de devolução de 100% do dinheiro para todos os clientes de varejo da Empresa.

B.    Se por qualquer motivo um cliente de varejo estiver insatisfeito com qualquer produto APLGO, este poderá devolver o produto ao Associado de quem comprou o produto dentro de 30 (trinta) dias a partir da data de compra para substituição, troca ou reembolso total do valor de compra.

C.    Se o cliente varejista solicitar um reembolso, o Associado que vendeu o produto deverá reembolsar imediatamente o valor da compra ao mesmo. A mercadoria deverá ser devolvida diretamente ao Associado responsável pela venda, pois a APLGO não aceitará mercadorias devolvidas diretamente desses clientes.

D.    O Associado, por sua vez, deve preencher o formulário de Devolução de Produto de Consumidor Insatisfeito e encaminhar o formulário junto com o recibo de venda original e a mercadoria devolvida para a APLGO Brasil. A empresa então processará a solicitação e substituirá a mercadoria devolvida por produto similar, enviando-a para o Associado.

E.    Todos os clientes de varejo devem receber duas cópias de um documento oficial de vendas de varejo no momento da venda. O verso do recibo fornece ao cliente notificação por escrito de seus direitos de cancelar o contrato de venda.

6.3    Devoluções de clientes online

Clientes preferenciais e prioritários que fazem pedidos online no site da empresa

I.    APLGO Brasil oferece aos clientes preferenciais e prioritários, e clientes de varejo que comprarem diretamente de um site oficial da APLGO, 100% de dinheiro de volta em seu primeiro pedido em 30 dias.

II.    Se, por qualquer motivo, um cliente de varejo, preferencial ou prioritário, estiver insatisfeito com qualquer Produto APLGO, este poderá devolver o produto dentro de 30 (trinta) para troca ou reembolso total do valor de compra.

III.    Se um cliente de varejo, preferencial ou prioritário, devolver uma mercadoria com valor igual ou superior a R$ 100,00, a transação poderá ser considerada cancelamento voluntário.

6.4    Devoluções de Associados

A.    O Associado que não estiver 100% satisfeito com nossos produtos ou serviços poderá devolver os itens substituindo-os por produtos ou serviços de valor equivalente ou poderá solicitar um reembolso se:

I.    Nem o Associado nem a empresa rescindiu o Contrato;

II.    Os produtos ou serviços foram adquiridos dentro dos 30 (trinta) dias anteriores;

III.    Os produtos permanecem em condições de revenda (conforme definido no Glossário de Termos).

B.    O reembolso será de 100% (cem por cento) do valor de compra.

C.    Se a devolução for solicitada após 30 (trinta) dias, você poderá optar por receber uma troca de 90% (noventa por cento) do valor dos seus produtos com uma taxa de reabastecimento de 10% (dez por cento) do valor dos seus produtos, entrando em contato com nosso Suporte ao Membro em suporte@aplgobrasil.com.br, para informações adicionais assistência. As despesas de envio e manuseio incorridas não serão reembolsadas.

6.5    Devoluções de Auxiliar de Venda

A.    Após o cancelamento do Contrato, o associado poderá devolver todos auxiliares de vendas genéricos fornecidos pela empresa em 30 (trinta) dias a partir da data de cancelamento, para um reembolso se este não puder vender ou usar a mercadoria;

B.    O Associado só poderá devolver auxiliaress de venda à empresa pessoalmente, portando seu Número de Identificação de Associado, com as mercadorias estando em perfeitas condição de revenda;

C.    Quaisquer auxiliares de venda impressos personalizados (cartões de visita, panfletos, banners, etc) onde as informações de contato exclusiva do Associado estão embutidas ou impressas, ou têm caracteres adicionados pelo Associado, não poderão ser devolvidos e, portanto, não são reembolsáveis;

D.    Após o recebimento da empresa dos produtos retornáveis e auxiliares de venda nos primeiros 30 (trinta) dias, o associado será reembolsado em 100% (cem por cento) do custo líquido do preço de compra original em produtos, exceto frete e cobranças adicionais de manuseio;

E.    Se precisar de ajuda para reembolsos antes ou depois de 31 (trinta e um) dias, entre em contato com a empresa através de suporte@aplgobrasil.com.br ou cancelamento@aplgobrasil.com.br;

F.    Se as compras foram feitas por meio de cartão de crédito ou débito e você se qualifica para um reembolso em dinheiro, o valor do reembolso será creditado na mesma conta do cartão de crédito.

G.    A Empresa deverá deduzir do reembolso pago ao Associado quaisquer comissões, bônus, abatimentos ou outros incentivos recebidos pelos associados  que forem relacionados a mercadorias devolvidas.

6.6    Processo de Devolução

A.    Todas as devoluções, sejam por um cliente ou Associado, deverão ser feitas da seguinte forma:

I.    Obter Autorização de Devolução de Mercadoria (ADM) da empresa;

II.    Envar os itens para o endereço fornecido pelo Departamento de Atendimento ao Cliente da empresa ao rceber o ADM;

III.    Fornecer uma cópia da fatura com os produtos ou serviços devolvidos. Tal fatura deverá fazer referência ao ADM e incluir o motivo da devolução; e

III.    Enviar o produto de volta exatamente da mesma maneira como foi entregue, ou seja, a embalagem deve ser exatamente a mesma.

B.    Todas as devoluções devem ser enviadas para a empresa pré-pagas, pois não cobrimos o envio para coletar pacotes. Recomendamos o envio do produto devolvido pela UPS ou FedEx com rastreamento e seguro como risco de perda ou dano no transporte do produto devolvido serão suportados exclusivamente pelo Cliente ou Associado. Se o produto devolvido for não recebido no Centro de Distribuição da Empresa, é de responsabilidade do Cliente ou associado para rastrear a remessa e nenhum crédito será aplicado.

C.    Se um produto for recebido danificado ou com defeito, a empresa cobrirá todos despesas de envio, fornecendo uma etiqueta de envio. A prova do produto defeituoso deve ser enviada por meio de fotografia para nossa equipe de suporte de envio por e-mail para envio@aplgobrasil.com.br.

D.    A devolução de R$ 100 ou mais em produtos acompanhada de um pedido de reembolso dentro de um único ano por um Associado poderá constituir base para rescisão involuntária.

6.7    Dever de fornecer recibos

A.    Os Associados devem fornecer ao cliente duas cópias de um formulário preenchido recibo de venda no varejo no momento da venda. Todos os espaços em branco nesta seção referente à política de três dias para reembolso no verso do recibo devem ser preenchidas.

B.    A frente do recibo deverá ser preenchida com os itens pedidos, o valor da venda e o nome, endereço e número de telefone do cliente. O verso do recibo deverá ser preenchido para incluir a data da venda, a data do terceiro dia útil após a venda, o nome, endereço comercial e número de telefone do Associado.

C.    A primeira cópia é o recibo de compra do cliente. O cliente deverá assinar e datar o verso da segunda cópia e devolvê-la ao Associado para caso de reembolso. A terceira cópia é o recibo de compra do associado. Em caso de reembolso, se o cliente preferir, o Associado poderá, a seu critério, fazer a troca do produto em vez de reembolso.

D.    Os Associados devem manter cópias de todos os recibos de vendas de varejo em arquivo por pelo menos seis anos. O valor do imposto recolhido sobre vendas deverá ser registrado no recibo de venda do varejo.

E.    Você pode colocar seu nome, e-mail e número de telefone no seu site APLGO Brasil replicado gratuitamente para que o cliente possa ligar diretamente para você e comprar de seu estoque. Não é necessário comprar qualquer estoque para construir seu negócio, pois as pessoas podem fazer pedidos em seu site gratuito e você pode ganhar até 30% de comissão.

F.    Os modelos de recibos APLGO podem ser baixados ou solicitado através do back office do seu site replicado. Para qualquer dúvida sobre como revenda produtos de maneira adequada ou manusear produtos devolvidos, você pode entrar em contato com o Suporte ao Membro em  suporte@aplgobrasil.com.br.


7,0    POLÍTICA DE PRIVACIDADE

7.1    Introdução

Esta Política de Privacidade visa garantir que todos os clientes e Associados compreendam e cumpram os princípios básicos de confidencialidade.

7.2    Expectativa de privacidade

A.    A APLGO Brasil reconhece e respeita a importância dos seus clientes e Independentes e associados na privacidade de suas informações financeiras e pessoais. Por isso, a APLGO Brasil fará esforços razoáveis para salvaguardar a privacidade e manter a confidencialidade das informações financeiras e das contas de seus clientes e Associados.

B.    Ao celebrar o Contrato de Associado, o Associado autoriza a empresa a divulgar seu nome e informações de contato apenas para outros Associados superiores, para atividades relacionadas com o desenvolvimento dos negócios com a APLGO Brasil. O Associado concorda em manter a confidencialidade e segurança de tais informações e usá-las exclusivamente com o propósito de apoiar e atender a  organização e condução dos negócios com a APLGO Brasil.

7.3    Acesso do Funcionário às Informações
Limitamos o número de funcionários que têm acesso a informações pessoais de clientes e Associados.

7.4    Restrições à Divulgação de Informações da Conta

A APLGO Brasil não compartilhará informações pessoais ou informações financeiras sobre ex-clientes ou Associados com terceiros, exceto conforme permitido ou exigido por leis e regulamentos, ordens judiciais ou para servir aos interesses dos clientes ou Associados, ou para fazer cumprir seus direitos ou obrigações de acordo com estas Políticas e Procedimentos, o Contrato de Associado, ou com permissão por escrito do titular da conta em arquivo.

7.5    Politica de Privacidade a Clientes 

1.    Quem é o responsável pelos seus dados pessoais
Esta Declaração de Privacidade aplica-se aos dados pessoais de clientes da APLGO  que tenham sido fornecidos à APLGO  por si ou pelo seu Representante de Beleza (“Representante”) APLGO . As referências a “APLGO ”, “nós” ou “nossa” nesta Declaração de Privacidade significam APLGO BRASIL LTDA ., e suas filiais. 

A APLGO  será a controladora nos casos em que couber à APLGO  as decisões sobre o tratamento de seus dados pessoais. 

O seu Representante é responsável pelo tratamento dos seus dados pessoais, na qualidade de controlador. Os Representantes APLGO  são independentes e não são funcionários da APLGO . A APLGO  não é responsável pela utilização de dados pessoais pelos Representantes. Isto significa que o Representante irá, independentemente das operações comerciais da APLGO , tratar os seus dados pessoais para os fins que decidir e do modo que decidir, inclusive para os seus próprios fins de marketing. De um modo geral, os Representantes da APLGO irão utilizar os seus dados pessoais de um modo não menos compatível com a presente Declaração de Privacidade. Se utilizarem os seus dados pessoais de modo diferente, são obrigados a fornecer-lhe informações adicionais sobre privacidade para cumprirem as obrigações legais nos termos das leis de proteção de dados aplicáveis. 

2.    Dados pessoais que a APLGO coleta sobre você
Nesta Declaração de Privacidade, quando o termo "dados pessoais" é utilizado significa a informação que está relacionada com você e que permite à APLGO identificá-lo, quer diretamente, quer em combinação com outras informações que a APLGO possa ter. A APLGO obtém esta informação diretamente por você ou a partir de Representantes que podem fornecer a informação à APLGO. A APLGO pode coletar os seguintes dados pessoais sobre você: 

  • O seu nome e contato (nome, sobrenome, outro(s) nome(s), endereço postal, endereço de e-mail, números de telefone); 
  • CPF, número de identidade ∙ A sua data de nascimento;
  •  Dados bancários; 
  • Informações sobre as suas compras na APLGO, diretamente ou por meio de Representantes, e informações sobre a sua preferência em relação a determinados tipos de produtos; 
  • As comunicações que você troca com a APLGO (por exemplo, os seus emails, cartas, chamadas telefônicas ou posts e mensagens nas redes sociais) ou com o seu
  • Representante em sistemas disponibilizados pela APLGO;
  • Informações sobre como você utiliza o site ou aplicativo da APLGO;
  • Informações sobre como utiliza o site da APLGO através do recurso cookies ou identificadores semelhantes. Os cookies são pequenos fragmentos de informações armazenados pelo seu navegador no disco rígido do seu computador. Permitem-lhe navegar no site da APLGO e permitem à APLGO fornecer recursos, tais como mantê-lo registado no site da APLGO. Também permitem a APLGO avaliar o site, para poder melhorá-lo, e fornecem informação para fins de marketing. 
  • Identificadores de seus dispositivos, como o endereço de IP do seu computador ou o endereço MAC do seu celular. 

Ao acessar sites de terceiros através do site da APLGO, estes terceiros podem coletar informação acerca da sua utilização do nosso website, mediante o recurso a determinadas tecnologias disponíveis, nomeadamente cookies. Adicionalmente, sempre que escolher interagir com o conteúdo da APLGO nas redes sociais, terceiros poderão coletar informação acerca dessas interações. A informação coletada pelos serviços destes terceiros é regulada pelas políticas de privacidade desses terceiros. Sempre que for direcionado, pela APLGO, para o website de um terceiro, a APLGO só será responsável pelo tratamento de dados que esse terceiro faça dos seus dados pessoais na medida em que este terceiro trate esses dados em nome e com base em instruções da APLGO. 

3.    Como e porque é que a APLGO  utiliza os dados pessoais que coleta

 A APLGO  utiliza os seus dados pessoais para os seguintes fins:

  • Para tratar do seu pedido Quando efetua o seu pedido à APLGO, a APLGO utiliza os seus dados pessoais para tratar de seu pedido. A APLGO pode entrar em contato com você por e-mail e/ou via SMS para lhe enviar a confirmação de seu pedido, pagamento e status do pedido. Este tratamento é realizado para execução do contrato entre a APLGO e você. 
  • Para o informar sobre os produtos e ofertas APLGO que pode gostar Se anteriormente tiver subscrito a comunicações da APLGO ou efetuado alguma compra de seus produtos, a APLGO poderá enviar-lhe mensagens por e-mail e/ou SMS sobre os seus produtos e ofertas APLGO. Poderá ainda, periodicamente, e no âmbito das suas comunicações de marketing, informá-lo acerca das oportunidades para se tornar um Representante APLGO. Você só irá receber estas informações se tiver optado expressamente por recebê-las. Estas comunicações de marketing são enviadas com base no seu consentimento, que poderá ser retirado a qualquer momento, contatando a APLGO conforme previsto abaixo. A APLGO pode utilizar as informações que tem sobre você (incluindo o seu histórico de compras) para construir um perfil sobre as suas preferências e para lhe enviar produtos e ofertas personalizadas. Também pode ver publicidade relacionada com produtos APLGO através da web com base nas informações que a APLGO  tem sobre você. Isto é efetuado para satisfazer os legítimos interesses comerciais da APLGO na comercialização eficaz dos produtos APLGO. Se não deseja receber as comunicações de marketing da APLGO (por exemplo, e-mails), você poderá clicar no link para descredenciamento, disponível na própria comunicação de marketing, ou poderá nos contatar, pelo e-mail disposto no item 07 desta declaração. Quando você interage com a APLGO através de posts ou mensagens nas redes sociais, a APLGO poderá utilizar os dados pessoais incluídos nesses posts para esta finalidade. 
  • Para melhorar os serviços da APLGO, cumprir os propósitos administrativos da APLGO e proteger os interesses comerciais da APLGO Os fins comerciais para os quais a APLGO utilizará os seus dados pessoais incluem: contabilidade, faturamento para fins legais e de segurança (incluindo para investigar queixas ou reclamações e para administrar a garantia do produto APLGO e qualquer outro direito de devolução dos produtos), análises estatísticas e de mercado, teste de sistemas, manutenção e desenvolvimento. Isto incluirá a utilização dos seus dados pessoais para cumprimento das obrigações legais da APLGO, por exemplo, a obrigação de manter registos para fins fiscais e de auditoria. Onde não exista obrigação legal específica que a APLGO esteja obrigada a cumprir, a APLGO tratará estes dados pessoais em cumprimento dos seus interesses legítimos na gestão do seu negócio e manutenção dos seus registos precisos e atualizados.
  • Para solicitar a sua participação na avaliação de produtos Poderemos entrar em contato para solicitar sua participação em avaliações de produtos. Estas avaliações podem ser relativas a um produto que tenha adquirido, uma amostra fornecida pela APLGO ou um produto no qual consideramos que possa te interessar. A APLGO trata esta informação para melhorar a oferta de produtos. Ao escolher participar nestas avaliações, o tratamento da informação relacionada com a sua participação e avaliação será feito tendo por base o seu consentimento, que poderá ser retirado a qualquer momento, desde que entre em contato conosco, conforme referido abaixo.
  • Para administrar concursos nos quais tenha participado e esquemas de incentivo nos quais tenha se inscrito A APLGO realiza determinados concursos, sendo necessário o tratamento de dados como seu nome e detalhes de contato para sua participação, inclusive para informá-lo caso tenha sido o vencedor. Fazemos isto tendo por base o seu consentimento, que poderá ser retirado a qualquer momento, desde que entre em contato conosco, conforme abaixo. A utilização dos seus dados pessoais neste contexto encontra-se especificamente detalhada nos regulamentos dos respectivos concursos. Caso se oponha à utilização dos seus dados pessoais para cumprir qualquer uma das finalidades acima descritas, contacte a APLGO. Embora a sua decisão para fornecer os seus dados pessoais à APLGO seja geralmente voluntária, se não fornecer determinadas informações, a APLGO poderá não conseguir realizar alguma das finalidades descritas nesta Declaração de Privacidade. Por exemplo, a APLGO não poderá enviar-lhe produtos por correio se não conhecer o seu endereço postal. De qualquer forma, o descadastramento das listas das comunicações de marketing, conforme item 03 desta Declaração, não prejudicará ou impedirá a sua utilização do website APLGO. 


4.    Com quem a APLGO  pode compartilhar ou transferir os dados que coleta 

A APLGO  poderá compartilhar os seus dados pessoais com: 

  • Força de Vendas da APLGO que inclui Representantes da APLGO, Empresárias da Beleza e Gerentes da APLGO; 
  • Outras empresas do grupo Natura, inclusive aquelas estabelecidas fora do território nacional; 
  • Fornecedores que prestam serviços à APLGO, para ajudarem a APLGO a realizar o seu negócio e melhorar os seus serviços e a experiência dos seus clientes;
  • Partes adquirentes, prestadores de serviços ou outros terceiros relacionados com a consideração, negociação ou conclusão de uma transação no âmbito da qual a APLGO seja adquirida ou fundida com outra sociedade ou em caso de venda, liquidação ou transferência da totalidade ou parte dos nossos ativos; 
  • Autoridades judiciais e governamentais. Este compartilhamento será feito para as finalidades indicadas acima (incluindo a contratação de terceiros fornecedores de serviços que poderão atuar como controladores em relação ao tratamento dos seus dados pessoais) ou para cumprimento de obrigações legais específicas às quais a APLGO está sujeita. A APLGO adota medidas técnicas e organizacionais apropriadas para garantir a segurança das informações pessoais e evitar a sua alteração, perda, tratamento ou acesso não autorizado, bem como para proteger as informações pessoais que são transferidas internacionalmente, a países que não possuam leis que proporcionem o mesmo nível de proteção de dados pessoais previsto no Brasil. Cláusulas contratuais específicas e outros mecanismos de transferência legalmente aceitáveis estão adequados ao nosso provedor de email, nosso suporte de TI e fornecedores de manutenção dos sistemas de TI.

5.     Período de tempo durante o qual a APLGO  guarda os seus dados pessoais

A APLGO conservará os seus dados pessoais pelo período que considerar necessário ao cumprimento das finalidades que determinaram a sua coleta. A APLGO poderá utilizar os seus dados pessoais enquanto seu cadastro estiver ativo com a APLGO. A APLGO, ao decidir durante quanto tempo mantém os seus dados pessoais depois de deixar de estar ativo com a APLGO, considera qualquer obrigação que possa ter (por exemplo, de armazenamento das informações para fins de contabilidade) ou o período de tempo necessário para dar início ou suporte a quaisquer ações judiciais. A APLGO cessará o tratamento dos seus dados para marketing direto, incluindo atividades de definição de perfis, caso se oponha a este tratamento dos seus dados ou retire o seu consentimento para o tratamento nos casos em que o consentimento tenha sido previamente obtido. 

6.    Os seus direitos 

Você tem o direito de confirmar a existência de tratamento e solicitar o acesso aos dados pessoais que a APLGO tem sobre você e a retificar quaisquer dados pessoais incompletos, inexatos ou desatualizados. Você também pode ter o direito de anonimização, bloqueio ou eliminação de dados pessoais desnecessários, excessivos ou tratados em desconformidade com a lei; direito de portabilidade; direito de requerer informação sobre o uso compartilhado de seus dados pessoais; direito de informação sobre a possibilidade de não fornecer consentimento e as consequências em caso de negativa; direito de revogação do consentimento; direito de eliminação de dados pessoais tratados com base em seu consentimento; direito de opor-se a tratamento realizado com fundamento em uma das hipóteses de dispensa de consentimento, em caso de descumprimento com a lei; e direito revisão de decisões automatizadas tomadas exclusivamente com base em seus dados pessoais. Para exercer esses direitos ou se tiver algum problema ou reclamação sobre a forma com a qual a APLGO trata os seus dados pessoais, entre em contato com a APLGO.

7. Como contatar a APLGO Se tiver alguma questão, comentário ou solicitação relativos a esta Declaração de Privacidade, acesse o suporte no site APLGO www.APLGOBRASILcom.br, ligue para 0800 0000000 ou envie um email para privacidade@APLGOBRASIL.com.br 8. Alterações à Declaração de Privacidade A APLGO poderá modificar a presente Declaração de Privacidade quando considerar necessário.A APLGO publicará qualquer nova versão desta Declaração de Privacidade no seu site.


8,0    INFORMAÇÕES PROPRIETÁRIAS E SEGREDOS COMERCIAIS

Estamos comprometidos em fazer o marketing e a publicidade de nossos produtos de forma honesta e justa.

Portanto, ao trabalhar em atividades que impactam a publicidade e marketing da APLGO, você deve garantir que haja processos adequados em prática e que eles sejam seguidos, para cumprirmos todas as leis locais e internacionais aplicáveis (incluindo leis de concorrência legal e antitruste), regulamentos e normas relacionados a marketing e publicidade, não apresentarmos informações enganosas em nossos materiais de marketing ou publicidade e respeitarmos a propriedade intelectual de terceiros.

Compromisso com Nossas Informações e Ativos

As exigências a seguir representam as práticas e normas mínimas que esperamos que nossos colaboradores sigam:

Informações e Propriedade Intelectual da APLGO

Nós cumprimos todas as leis, regulamentos e normas locais e internacionais aplicáveis com relação à segurança da informação, ao uso de informações confidenciais e privilegiadas, bem como a direitos de propriedade intelectual relacionados à marca, marcas comerciais, direitos autorais, patentes e designs industriais da APLGO . Como tal, temos políticas e procedimentos em prática para mitigar o risco e identificar / impedir possíveis violações relacionadas a essas questões e esperamos que você siga essas políticas e procedimentos, incluindo, entre outros, cada uma das Políticas da Companhia do Grupo.

Informações e Propriedade Intelectual da APLGO

Nós cumprimos todas as leis, regulamentos e normas locais e internacionais aplicáveis com relação à segurança da informação, ao uso de informações confidenciais e privilegiadas, bem como a direitos de propriedade intelectual relacionados à marca, marcas comerciais, direitos autorais, patentes e designs industriais da APLGO . Como tal, temos políticas e procedimentos em prática para mitigar o risco e identificar / impedir possíveis violações relacionadas a essas questões e esperamos que você siga essas políticas e procedimentos, incluindo, entre outros, cada uma das Políticas da Companhia do Grupo.

a)    Uso Indevido de Informações Privilegiadas
Como colaborador da APLGO , você pode ter acesso a informações confidenciais ou restritas que poderiam influenciar a decisão de um investidor sobre comprar, vender ou manter valores mobiliários da APLGO .

Você não pode usar em benefício próprio ou de terceiros, intencionalmente ou não, nenhuma informação da APLGO , de nossas Companhias do Grupo ou qualquer outra informação confidencial ou restrita a que tenha tido acesso formal ou informal ao atuar em sua função em nome da APLGO , especialmente ao negociar valores mobiliários.

Para mais informações, consulte a política de uso de informações privilegiadas [insider trading] da sua Companhia do Grupo e seu Departamento de Ética & Compliance local.

b)    Segurança da Informação
Como colaborador, você é responsável por cumprir as políticas e procedimentos da sua Companhia do Grupo e garantir que terceiros contratados por você também cumpram ao processar, copiar, coletar, transferir, compartilhar e trabalhar com dados, incluindo informações pessoais ou informações confidenciais. Esta regra cobre informações escritas ou armazenadas em nossos

“Informações confidenciais”: significa quaisquer informações, eventos ou circunstâncias relacionados ao negócio ou às relações da Natura &Co ou de qualquer Companhia do Grupo, aos quais o colaborador tenha tido acesso durante o exercício de suas atribuições ou aos quais o fornecedor ou parceiro tenha tido acesso durante a relação contratual.

“Informações privilegiadas”: significa quaisquer informações que ainda não tenham sido divulgadas ao mercado ou que tenham sido divulgadas parcialmente e que podem influenciar a cotação de valores mobiliários das Companhias do Grupo da Natura &Co e que possam influenciar   a tomada de decisão por parte dos investidores de comprar, vender ou manter esses valores mobiliários, ou de exercer direitos inerentes à sua posição. Portanto, Informações Privilegiadas e/ou Internas não podem ser utilizadas por colaboradores ou Terceiros em nenhuma circunstância, mesmo após o término do vínculo empregatício ou da relação contratual com a APLGO.

Sistemas eletrônicos e quaisquer outros meios associados (como pen drive, disco externo, armazenamento virtual, CD/DVD e outros).

Além disso, informações são ativos valiosos. Em caso de divulgação indevida de informações, a reputação da APLGO pode ser colocada em risco e nós poderemos ser implicados em uma violação dos deveres de confiança e confidencialidade cometida por nós ou nossos Fornecedores, o que pode nos sujeitar a penalidades administrativas, civis e criminais.

Uma lista não abrangente de regras e comportamentos que contribuem para manter as informações da APLGO seguras inclui:

  • Não utilizar nenhum sistema eletrônico para compartilhar informações confidenciais da APLGO, a menos que você tenha autorização para fazê-lo para fins profissionais e haja um acordo de não divulgação em prática conforme exigido.
  • Tomar cuidado ao criar ou enviar quaisquer registros comerciais, garantindo que isso seja feito de forma segura.
  • Cumprir todas as políticas de administração de registros da sua Companhia do Grupo, incluindo aquelas relacionadas à classificação e retenção de documentos.
  • Não fornecer a ninguém, em nenhuma circunstância, acesso indevido a informações, ferramentas ou recursos sob o seu controle ou responsabilidade. Nesse sentido, você deve usar canais de comunicação formais ao fazer negócios. Por exemplo, você deve usar e-mails seguros de sua conta da APLGO durante discussões a respeito de negociações contratuais com fornecedores, em vez de comunicar-se via WhatsApp ou outros meios de comunicação similares.
  • Não compartilhar, salvo com o consentimento prévio por escrito para fazê-lo, acesso à sua caixa de e-mail profissional individual com qualquer outro colaborador ou terceiro.
  • Não usar as credenciais (ex., logins, senhas ou crachá de identificação) de seus colegas. Esses dados são pessoais e/ou confidenciais e intransferíveis e, em virtude disso, cada colaborador é responsável por sua custódia, confidencialidade e manutenção.
  • Bloquear seu computador sempre que deixar sua estação de trabalho, para que outros não consigam acessar informações em seu computador.
  • Não instalar nenhum software em seu computador de trabalho, incluindo software ou

Se você em algum momento receber acesso ou divulgar informações confidenciais ou pessoais sem autorização prévia para fazê-lo, você deve comunicar tal fato imediatamente ao seu Departamento de Segurança da Informação local (ou à equipe responsável de acordo com a estrutura da sua Companhia do Grupo), à Linha de Apoio da sua Companhia do Grupo ou por meio do processo de gestão de incidentes da sua Companhia do Grupo.

Freeware “pirata”, portátil ou executável. Qualquer software instalado em seu computador de trabalho deve ser aprovado e instalado por sua equipe de tecnologia local ou nossos fornecedores autorizados.

Para mais informações, consulte seu Departamento de Risco e Controles Internos local (ou a equipe responsável de acordo com a estrutura da sua Companhia do Grupo).

Conflito de Interesses

Um Conflito de Interesses é um conflito real ou aparente que pode surgir quando suas atividades e relações pessoais, familiares, sociais ou políticas interferem ou têm o potencial de interferir em suas responsabilidades e deveres para com a APLGO.

Você deve evitar qualquer Conflito de Interesses real ou aparente entre seus interesses pessoais e os interesses da APLGO e não deve usar seu cargo na APLGO para obter vantagens ou benefícios indevidos, direta ou indiretamente, para si mesmo, qualquer outro negócio ou pessoa relacionada a você ou qualquer outro terceiro.

Exemplos comuns de conflitos de interesses podem incluir:

  • Ter outra ocupação fora de sua função na APLGO que afete negativamente seu desempenho ou interfira em suas funções como colaborador da APLGO;
  • Atuar como membro do Conselho de Administração de qualquer organização ou trabalhar como consultor, assessor, administrador ou executivo de qualquer organização sem buscar aprovação prévia, conforme instrução da política de conflitos de interesses da Natura &Co ou da sua Companhia do Grupo;
  • Trabalhar em qualquer uma das lojas físicas de varejo de qualquer Companhia individual do Grupo e participar de atividades de consultoria para qualquer marca da APLGO sem buscar aprovação da sua Companhia do Grupo;
  • Possuir ou investir em franquias de qualquer Companhia do Grupo da APLGO;
  • Usar informações confidenciais ou privilegiadas em benefício próprio ou de um Terceiro;

Você deve comunicar todos os Conflitos de Interesses, reais ou aparentes, ou de acordo com o processo  de divulgação da sua Companhia do Grupo, e relatar imediatamente ao Departamento de Ética & Compliance local sempre que identificar um novo Conflito de Interesses. Embora a existência de um Conflito de Interesses aparente não caracterize necessariamente um problema, não comunicar sim.

  • Receber qualquer benefício pessoal de um fornecedor, cliente, concorrente ou qualquer outra organização que tente fazer negócios com a APLGO ou qualquer Companhia do Grupo;
  • Contratar um fornecedor na APLGO no qual você tenha uma participação financeira não divulgada direta ou indireta;
  • Contratar ou ter uma linha de comunicação direta ou indireta com um parente ou com alguém com quem você tenha uma relação próxima ou afetiva;
  • Envolver-se ou fazer atividades que concorram, ou teriam a aparência de concorrer, com os interesses da APLGO ou de qualquer Companhia individual do Grupo;
  • Não manter suas atividades políticas pessoais separadas de suas atividades na APLGO ou em qualquer Companhia individual do Grupo, inclusive usando ativos e recursos da companhia e fornecendo contribuições políticas diretas ou indiretas para tanto;
  • Não comunicar imediatamente qualquer Conflito de Interesses real ou aparente que tenha identificado.

Para mais informações, consulte as políticas de transações com partes relacionadas e gestão de conflito de interesses e de conflito de interesses do seu Grupo e seu Departamento de Ética & Compliance local.

8.1    Relatórios de negócios, listas e informações proprietárias

Ao preencher e assinar o Contrato de associado, você reconhece que relatórios da empresa, listas de clientes e nomes e informações de contato de Associados, e qualquer outras informações que contenham informações financeiras, científicas ou outras informações escritas ou de outra forma distribuídas pela empresa, relativas aos negócios da APLGO Brasil, são informações confidenciais e proprietárias e segredos comerciais pertencentes à empresa.

8.2    Obrigação de Confidencialidade

Durante a Vigência do Contrato de Associado e por um período de 5 (cinco) anos após a rescisão ou expiração do mesmo, não será pertimitido ao Associado:

I.    Usar as informações confdenciais da empresa para competir com a APLGO Brasil ou por qualquer propósito diferente de promover seu negócio;

II.    Usar ou divulgar a qualquer pessoa ou entidade qualquer informação confidencial contida nos relatórios da empresa, incluindo a replicação da genealogia.

8.3    Violação e Recursos

O Associado reconhece que tais informações proprietárias são de caráter único e que a divulgação ou uso indeviso dessas informações resultará em danos irreparáveis à APLGO Brasil e a seus associados. A empresa e seus Associados terão direito a uma medida cautelar ou a recuperar danos contra qualquer Associado que tenha violado esta disposição em qualquer ação para fazer valer seus direitos sob esta seção. A parte prevalescente terá direito a uma concessão de honorários advocatícios, custas judiciais e despesas.

8.4    Devolução de materiais

Mediante solicitação da Empresa, qualquer Associado atual ou antigo devolverá os originais e todas as cópias de todos os relatórios para o escritório corporativo em operacoes@aplgobrasil.com.br, juntamente com qualquer outras informações confidenciais da empresa em posse dessa pessoa. O Associado deverá devolver os materiais no prazo de 30 (trinta) dias após o pedido de devolução feito pela APLGO Brasil.

 

9,0    PUBLICIDADE, MATERIAL PROMOCIONAL, USO DE NOMES DE EMPRESAS E MARCAS

9.1    Rotulagem, embalagem e exibição de produtos

A.    Um Associado não pode etiquetar, reembalar, reabastecer ou alterar os rótulos de qualquer informações contidas sobre produtos, serviços, materiais ou programas da APLGO de qualquer forma. Tais re-rotulagem ou reembalagem violam as leis federais, estaduais e municipais, o que poderá resultar em penalidades ou responsabilidades criminais ou civis.

Um Representante APLGO não deve divulgar qualquer produto ou serviço da empresa ou qualquer nome comercial da empresa a serem vendidos ou exibidos em estabelecimentos de varejo, exceto:

I.    Onde os serviços profissionais são a principal fonte de receita e as vendas de produtos são secundárias (por exemplo, consultórios médicos, clínicas, clubes de saúde, spas e salões de beleza);

II.    Onde o estabelecimento de varejo é de propriedade ou administrado pelo Representante e a loja não ultrapassa R$ 1 milhão de receita bruta anual, e há 5 ou menos lojas sob propriedade comum de gestão;

III.    Onde o estabelecimento varejista pode prestar assistência àqueles interessados no produto APLGO e é capaz de responder a perguntas sobre os produtos ou oportunidade de negócio, durante o horário comercial normal.

B.    Um Associado não deve divulgar qualquer produto ou serviço da empresa ou qualquer nome comercial da empresa a ser vendido ou exibido em grandes estabelecimentos varejistas corporativos, incluindo, mas não se limitando a quiosques em shoppings de alto tráfego, durante o horário comercial normal.

C.    Um Associado pode vender produtos e serviços da empresa e exibir o
Nome comercial da empresa em qualquer estande de exibição apropriado (como feiras) em aprovação prévia por escrito da Empresa. O pedido de aprovação da empresa pode ser feito por meio de e-mail para operacoes@aplgobrasil.com.br .

G.    Nós nos reservamos o direito de recusar a autorização para participar em qualquer função que não considera um fórum adequado para a promoção de seus produtos e serviços.

9.2    Uso de nomes de Empresas e Materiais Protegidos

A.    Um associado deve proteger e promover a boa reputação da empresa e dos produtos e serviços que comercializa. O marketing e promoção da empresa, a oportunidade APLGO, o Plano de Compensação e seus produtos e os serviços serão consistentes com o interesse público e devem evitar todo tipo de condutas e práticas descorteses, enganosa, errôneas, antiéticas ou imorais.

B.    Todos os materiais promocionais fornecidos ou criados pela APLGO Brasil devem ser usados em suas formas originais e não podem ser alterados ou corrigidos, exceto com prévia aprovação do Departamento de Conformidade da empresa. Você pode entrar em contato com o departamento de Conformidade em conformidade@aplgobrasil.com.br .

C.    O nome APLGO, cada nome de produtos e serviços e outros nomes que foraem adotados pela empresa em conexão com seus negócios são nomes comerciais, marcas comerciais e marcas de serviço proprietários da APLGO Brasil. Como tal, esses nomes são de grande valor para a empresa e são fornecidos a Associados para seu uso apenas de forma expressamente autorizada.

D.    O uso do nome APLGO por um Associado é restrito para proteger os direitos de propriedade da empresa, garantindo que os nomes protegidos da empresa não serão perdidos ou comprometidos por uso não autorizado. O uso do nome APLGO em qualquer item que não seja produzido pela empresa é proibido, exceto o seguinte:

I.    [Nome do Associado] um Associado da APLGO Brasil; ou

II.    [Nome do Associado] Proprietário de negócio de produtos e serviços da APLGO.

E.    Os procedimentos adicionais relacionados ao uso do nome APLGO são os seguintes:

I.    Todos os papéis de carta (ou seja, papel timbrado, envelopes e cartões de visita) com o nome ou logotipo da APLGO Brasil destinado ao uso do Associado deverá ser aprovado por escrito pelo Departamento de Conformidade da empresa.

II.    Os Associados da APLGO Brasil podem listar “Independent Associate of APLGO Brasil ”nas páginas brancas da lista telefônica sob seu próprio nome.

III.    Os Associados não podem usar o nome “APLGO Brasil”, “APLGO Brasil Corporativo ”ou“ Escritório Corporativo da APLGO Brasil ”ao atender o telefone, criar uma mensagem de voz ou usar um serviço de atendimento, com a finalidade de dar o impressão de que a pessoa ligou para o escritório corporativo da empresa. Eles podem dizer “APLGO Brasil Associado”.

F.    Certas fotos e imagens gráficas usadas pela APLGO Brasil em sua publicidade, embalagem, e sites são o resultado de contratos pagos com fornecedores externos que não se estendem a Associados. Se um Associado quiser usar essas fotos ou imagens gráficas, eles devem negociar contratos individuais com os fornecedores mediante o pagamento de uma taxa.

G.    Um Associado não deve aparecer ou fazer uso da televisão ou do rádio ou fazer uso de qualquer outra mídia para promover ou falar da empresa, seus programas, produtos ou serviços sem permissão prévia por escrito do Departamento de Conformidade da empresa, podendo enviar seu conceito para conformidade@aplgobrasil.com.br.

H.    Um associado não pode reproduzir, vender ou distribuir qualquer evento ou discurso da empresa, nem pode reproduzir áudio ou videoclipes da empresa para venda ou para uso pessoal sem permissão prévia por escrito do Departamento de Conformidade da empresa.

I.    A APLGO Brasil reserva-se o direito de rescindir a sua aprovação prévia de qualquer auxílio de vendas ou material promocional para cumprir as mudanças nas leis e regulamentos, e pode solicitar a remoção do mercado de tais materiais sem obrigação financeira para o afetado Associado.

J.    Um Associado não deve promover produtos ou serviços que não sejam da APLGO Brasil em conjunto com produtos ou serviços de outra empresa nos mesmos sites ou mesmo anúncio ou evento.

K.    Reivindicações (que incluem depoimentos pessoais) quanto a propriedades terapêutica, curativa ou benéfica de quaisquer produtos oferecidos pela APLGO Brasil não podem ser feitas, exceto aqueles contido na literatura oficial da empresa. Em particular, nenhum Associado pode fazer qualquer alegação de que APLGO Brasil e seus produtos comercializados são úteis na cura, tratamento, diagnóstico, mitigação ou prevenção de quaisquer doenças. Nossos produtos são classificados como suplementos dietéticos e devem ser descritos como sendo colocados na boca até dissolver e não pode ser descrito como sendo absorvido “sublingualmente”. Essas declarações podem ser interpretadas como alegações médicas ou medicamentosas. Não só essas afirmações violam as políticas da APLGO Brasil, mas também potencialmente violam as leis federais, estaduais e municipais e regulamentos, incluindo a Lei Federal de Alimentos, Medicamentos e Cosméticos.

I.    A reembalagem é proibida. O Associado não pode imprimir suas próprias etiquetas ou reembalar produtos APLGO. Os produtos devem ser vendidos apenas em sua embalagem original. Por exemplo, os Associados não podem revender peças individuais de um kit separadamente da embalagem original do kit, a menos que a empresa tenha estabelecido um preço de atacado para a parte individual. Da mesma forma, os Associados não podem anunciar o uso de ingredientes de produtos da APLGO sem o consentimento por escrito da Empresa.

M.    O Associado não tem o direito de registrar nomes de domínio ou contas de mídias sociais contendo os seguintes termms: APL, APLGO, APLGO BRASIL, AСUMULLIT SA, EXTRAVAGANZA, TODO O TEMPO, FRESCO, BELEZA, OCEANO NEGRO; os quais são marcas registradas e nomes comerciais da empresa,  ou outras palavras ou colocações de palavras confusamente semelhantes às anteriores mencionadas, assim como as cores da empresa.

N.    O Associado não tem o direito de usar imagens de produtos, marcas registradas da empresa e outros designs da APLGO ao criar páginas online ou sites sem o consentimento por escrito do Departamento de Conformidade da empresa. Para entrar em contato com este departamento, o Associado deve contatar conformidade@aplgobrasil.com.br .

O.    O Associado concorda em evitar o registro de marcas, nomes comerciais e outros sinais que possam parecer confusamente semelhantes a os da APLGO.

P.    A Base de Dados do Cliente é propriedade da Empresa. É proibido ao Associado o seu uso não autorizado.

9.3    Limitações de Fax e E-mail

A.    Exceto conforme disposto nesta seção, um Associado não pode usar ou transmitir faxes, e-mail, distribuição em massa por e-mail ou “spamming” não solicitados que anunciem ou promovam a operação dos negócios da APLGO Brasil. As exceções são:

I.    Enviar fax ou e-mail para qualquer pessoa que tenha dado permissão ou convite prévio;

II.    Enviar fax ou e-mail para qualquer pessoa com quem o Associado tenha estabelecido uma relação comercial ou pessoal anterior.

B.    Em todos os estados onde for proibido por lei, um Associado não pode transmitir, ou fazer com que seja transmitido por meio de terceiros (por telefone, fax, computador ou outro dispositivo), um anúncio não solicitado para qualquer equipamento, que tenha a capacidade de transcrever texto ou imagens de um sinal eletrônico recebido em uma linha telefônica, linha de cabo, ISDN, T1 ou qualquer outro dispositivo de transporte de sinal, exceto como definido adiante nesta seção.

C.    Todos os faxes, e-mail ou documentos transmitidos por computador sujeitos a esta disposição devem incluir cada um dos seguintes:

I.    Uma identificação clara e óbvia de que a mensagem de fax ou e-mail é um anúncio ou solicitação. As palavras "anúncio" ou "solicitação" devem aparecer na linha de assunto da mensagem;

II.    Um caminho de retorno claro ou informações de roteamento;

III.    O uso de nome de domínio legal e adequado;

IV.    Um aviso claro e óbvio da oportunidade de recusar receber mais fax comercial ou mensagens de e-mail do remetente;

V.    As instruções de cancelamento de inscrição devem ser o primeiro texto no corpo do caixa de mensagem com o mesmo tamanho de texto que a maioria da mensagem;

VI.    O nome verdadeiro e correto do remetente, o endereço de e-mail ou fax do remetente válido, e um endereço físico de remetente válido;

VII.    A data e hora da transmissão;

VIII.    Mediante notificação pelo destinatário de seu pedido de não receber mais documentos enviados por fax ou e-mail, o Associado não deve transmitir qualquer outros documentos a esse destinatário.

D.    Todos os e-mails ou documentos transmitidos por computador sujeitos a esta disposição não devem incluir qualquer um dos seguintes:

I.    Uso de qualquer nome de domínio de terceiros sem permissão; e

II.    Materiais sexualmente explícitos.

9.4    Restrições à Internet e a sites de terceiros

A.    O Associado não pode usar ou tentar registrar qualquer nome comercial, marca registrada, nomes de serviço, marcas de serviço, nomes de produtos, URLs, frases publicitárias da APLGO Brasil, o nome da empresa ou qualquer derivado dele, para qualquer finalidade, incluindo, mas não limitado a, nomes de domínio da Internet (URL), sites de terceiros, endereços de e-mail, páginas da web, contas de mídia social ou perfis, canais ou blogs.

B.    Um associado não pode usar ou registrar nomes de domínio, endereços de e-mail, e/ou pseudônimos online que podem causar confusão ou enganar as pessoas em acreditar que uma comunicação relacionada ou é de propriedade da empresa APLGO Brasil. Em relação à marca registrada da APLGO Brasil em URLs, exemplos de uso indevido incluem mas não estão limitados a:

I.    aplgobr@comcast.net;

II.    www.aplgobrdirect.com.br;

III.    www.facebook.com/aplgobr; 

Quaisquer outros derivados, conforme descrito neste documento.

Exemplos de URLs permitidos, endereços de e-mail e aliases online podem aparecer como segue:

I.    Facebook.com/iloveAPLGO ; ou

II.    CindySmith@associadoAPLGO.net

Obs: Determinação sobre o que pode causar confusão, enganar ou ser considerado enganoso fica a critério exclusivo da Empresa.

C.    Um Associado não pode vender produtos e serviços da APLGO Brasil ou oferecer oportunidade APLGO Brasil por meio de “leilões online”, como o eBay®, ou “mercados online”, como Amazon ou Etsy. Para obter mais informações, consulte o APLGO Brasil Online Marketplace Provisão de acordo com a Seção 9.4 (R).

D.    A Empresa fornece a todos os Associados 1 (um) website replicado. O site replicado da APLGO Brasil é um site pessoal de Associado que é hospedado nos servidores da empresa. Como para qualquer Associado que deseja desenvolver seu próprio site de terceiros (ou site não afiliado à empresa e de forma independente pertencente e operado pelo Associado) deve buscar e receber aprovação prévia por escrito da assinatura eletrônica da empresa antes de entrar em operação com o website de terceiro entrando em contato com conformidade@aplgobrasil.com.br.

E.    A APLGO não aprova o uso de sites de terceiros para anunciar ou vender os produtos ou oportunidade de negócio APLGO. No entanto, se a empresa abrir uma exceção e conceder a aprovação do Associado para usar um site de terceiros, o site deve:

I.    Identificar-se como um Associado da APLGO Brasil;

II.    Usar apenas as imagens aprovadas e a redação autorizada pela empresa;

III.    Cumprir as políticas de uso de marca, marca registrada e imagem descritas neste documento.

IV.    Cumprir qualquer outra disposição relativa ao uso de um site de terceiros descrito neste documento;

V.    Concordar em modificar o seu site para estar em conformidade com a empresa atual ou futura políticas.

VI.    Não deve fazer nenhuma alegação de saúde sugerindo que os produtos APLGO Brasil podem tratar ou mitigar qualquer estado de doença. (consulte a seção 9.8 Regulamentos da FDA);

VII.    Não deve colocar informações APLGO Brasil no parâmetro de texto escrito ou imagens que sugerem que o produto APLGO pode ser usado para tratar ou mitigar qualquer doença;

VIII.    E deve fornecer a isenção de responsabilidade oficial da Anvsa com todas as declarações relacionadas à saúde na parte inferior da seção de declaração encerrada em rodapé.

F.    Todos os materiais de marketing usados no site de terceiros de um Associado devem ser fornecido pela empresa por escrito.

G.    Para evitar confusão, os três elementos a seguir também devem ser exibidos em destaque no topo de cada página de qualquer site de terceiros:

1.    O logotipo de associado da APLGO Brasil;
2.    Seu nome e cargo;
3.    Botão de redirecionamento do site corporativo APLGO Brasil.

H.    Um Associado não pode usar sites de terceiros que contenham materiais copiados de fontes corporativas (como folhetos da APLGO Brasil, CDs, vídeos, fitas, eventos, apresentações e sites corporativos). Esta política garante a consistência da marca, permitindo os clientes e Associados a se manterem atualizados com a mudança de produtos, serviços e informações, facilitando a inscrição sob o patrocinador correto e auxiliando na conformidade com as regulamentações governamentais.

I.    Se um Associado que recebeu autorização para criar e postar qualquer site de terceiros, o negócio foi voluntariamente ou involuntariamente cancelado por qualquer motivo, ou se a empresa revogar a autorização para o associado manter tal site, o Associado deve atribuir o URL do site para a APLGO no prazo de 3 (três) dias a partir da data do cancelamento e/ou redirecionar todo o tráfego para o site conforme direcionado pela Empresa. A APLGO reserva-se o direito de revogar o direito de qualquer Associado de usar um site de terceiro a qualquer momento se acreditar que tal revogação é no melhor interesse da empresa, seus Associados e clientes. Decisões e ações corretivas nesta área ficam a critério exclusivo da Empresa.

J.    Sites de mídia social podem ser usados para comercializar produtos APLGO. Perfis que um Associado cria em qualquer comunidade social onde a APLGO é discutida ou mencionada deve identificar claramente o Associado como um Associado APLGO, e quando um Associado participa desses comunidades, este deve evitar conversas, comentários, imagens inadequadas, vídeo, áudio, aplicativos ou qualquer outro conteúdo adulto, profano, discriminatório ou vulgar. A determinação do que é impróprio fica a critério exclusivo da empresa, e os Associados infratores estarão sujeitos a ação disciplinar. Anúncios de banner e as imagens usadas nesses sites devem ser atuais e devem vir da biblioteca aprovada da APLGO Brasil. Se um link for fornecido, ele deve vincular-se à postagem do site replicado do Associado ou um site de terceiros aprovado.

K.    Postagens anônimas ou uso de um pseudônimo em qualquer site de mídia social são proibidas e os Associados infratores estarão sujeitos a ação disciplinar.

L.    Os Associados não podem usar spam de blog, spamdexing ou qualquer outro tipo de métodos replicados em massa para deixar comentários no blog. Os comentários que Associados
Criarem ou deixarem deve ser úteis, exclusivos, relevantes e específicos para o artigo do blog.

M.    Os Associados devem divulgar seu nome completo em todas as publicações nas Redes Sociais e identificarem-se visivelmente como Associado da APLGO Brasil. Publicações anônimas ou o uso de um pseudônimo são proibidos.

N.    Postagens falsas ou enganosas são proibidas. Isso inclui, mas não é limitado a, postagens falsas ou enganosas relativas à oportunidade de renda APLGO Brasil, o produtos e serviços da empresa e/ou suas informações biográficas e credenciais.

O.    Os Associados são pessoalmente responsáveis por suas postagens e todas as outras atividades online relacionadas à APLGO Brasil. Portanto, mesmo que um Associado não possua ou opere um blog ou site de mídia social, se um Associado postar em qualquer site que referindo-se à APLGO Brasil ou que pode ser rastreado pela Empresa, o Associado é responsável pela postagem. Associados também são responsável por postagens que ocorram em qualquer blog ou site de mídia social que este possuir, operar ou controlar.

P.    A distinção entre um site de mídia social e um site pode não ser clara, porque alguns sites de mídia social são particularmente robustos. A APLGO Brasil, portanto, reserva-se o direito único e exclusivo de classificar determinados sites de mídia social como sites de terceiros e exigem que os Associados que os utilizem, ou que desejem usá-los, cumpram as políticas da APLGO Brasil relacionadas a sites de terceiros.

Q.    Se o seu negócio for cancelado por qualquer motivo, você deve interromper o uso do nome da empresa e todas as marcas comerciais, nomes comerciais, marcas de serviço da empresa, e outras propriedades intelectuais, e todos os derivados de tais marcas e propriedades, em quaisquer publicações e todos os sites de mídia social que você utilizar. Se você postar em qualquer site de mídia social no qual você se identificou anteriormente como um Associado da APLGO Brasil, você deve divulgar claramente que não é mais um Associado da APLGO Brasil.

R.    O não cumprimento dessas políticas para a realização de negócios online pode resultar na perda do direito do Associado de anunciar e comercializar os produtos e serviços da empresa, e a oportunidade APLGO Brasil, assim como qualquer outra ação disciplinar disponíveis nas Políticas e Procedimentos.

S.    A APLGO Brasil baseia seus negócios em vendas internas e de eventos. Portanto, interações cara a cara com clientes e Associados são essenciais para o sucesso individual neste negócio. Por causa disso, a APLGO Brasil tem uma abordagem estrita para vendas online no mercado via eBay ou Etsy. A empresa não permite que um Associado venda qualquer produto APLGO no eBay, Etsy ou Facebook. Durante a vigência do seu contrato como um Associado, você tem permissão para manter um perfil em qualquer um destes Marketplaces, mas deve abster-se completamente de vender ou oferecer produtos da empresa nesses locais. Esta mesma política se aplica a outros sites de terceiros pelos quais um Associado poderia vender produtos APLGO Brasil.

9.5    Publicidade e Materiais Promocionais

A.    Nenhuma propaganda especial de aliciamento é permitida. Isso inclui, mas não está limitado a, ofertas de uma empresa gratuita, pacotes de produtos gratuitos ou outras ofertas semelhantes que concedem vantagens além das disponibilizadas pela empresa.

B.    Publicidade e todas as formas de comunicação devem aderir aos princípios de honestidade e propriedade.

C.    Toda publicidade, incluindo, mas não se limitando a, impressos, Internet, quadros de avisos de computador, televisão, vídeos , rádio, etc., estão sujeitos à aprovação prévia por escrito do Departamento de Conformidade da empresa.

D.    Todos os pedidos de aprovação com relação à publicidade devem ser dirigidos por escrito ao Departamento de Conformidade da empresa.

E.    Não é necessária aprovação da APLGO para colocar anúncios ocultos que não mencionam a empresa, seus funcionários, qualquer um de seus produtos, serviços, designs, símbolos, programas e materiais de marca registrada, com direitos autorais ou protegidos de outra forma.

F.    A APLGO Brasil reserva-se o direito de rescindir a sua prévia aprovação de publicidade ou materiais promocionais, a fim de cumprir as mudanças nas leis e regulamentos, podendo exigir a remoção de tais anúncios do mercado sem nenhuma obrigação ao Associado afetado.

G.    O uso de outros nomes de empresas ou produtos (concorrentes ou não) em hashtags em qualquer postagem de mídia social de Associados ou sites de mídia social são proibidos.

9.6    Permissão de depoimento

Ao assinar o Contrato de Associado, você nos dá permissão para usar o seu depoimento ou imagem e semelhança em materiais de vendas corporativas, incluindo, mas não limitado a, mídia impressa, mídia eletrônica, áudio e vídeo. Em consideração a ser permitido para participar da oportunidade APLGO Brasil, você renuncia a qualquer direito de ser indenizado pelo uso de seu depoimento ou imagem e semelhança, mesmo que a empresa possa ser paga por itens ou materiais de venda que contenham tal imagem e semelhança. Em alguns casos, um testemunho do Associado pode aparecer em materiais publicitários de outros Associados. Se um Associado não deseja participar de materiais de vendas e marketing da APLGO, este deverá fornecer um aviso por escrito para o Departamento de Conformidade da empresa para garantir que seu depoimento ou imagem não sejam usados em quaisquer materiais corporativos, peças de reconhecimento corporativo, publicidade ou gravações de eventos anuais.

9.7    Limitações de telemarketing

A.    Um associado não deve se envolver em telemarketing em relação à operação de seu negócio APLGO Brasil. O termo "telemarketing" significa a colocação de uma ou mais ligações telefônicas para um indivíduo ou entidade para induzir a compra de produtos ou serviços da APLGO Brasil, ou para recrutá-los para a oportunidade da APLGO Brasil.

B.    O Associado deve estar atento às leis federais, estaduais e municipais a respeito de telemarketing, uma vez que vários estados têm leis "não perturbe" como parte de suas leis de telemarketing.

C.    Embora um Associado possa não se considerar um "operador de telemarketing" no
sentido tradicional, esses regulamentos definem amplamente o termo "operador de telemarketing" e “Telemarketing” para que a ação não intencional de ligar para alguém cujo número de telefone está listado no registro federal "não perturbe" pode levar o Associado a violar a lei. Estes regulamentos não devem ser tomados levianamente, pois incluem penalidades significativas.

D.    “Chamadas não solicitadas” ou “chamadas de estado para estado” feitas para clientes em potencial ou Associados que promovem produtos e serviços da APLGO Brasil são consideradas telemarketing e são proibidas.

E.    Exceções aos regulamentos de telemarketing. Um Associado pode fazer chamadas telefônicas para clientes em potencial ou Associados nos termos das seguintes situações limitadas:

I.    Se o associado tiver uma relação comercial estabelecida com o cliente potencial;

II.    Em resposta à consulta pessoal do cliente potencial ou aplicação em relação a um produto ou serviço oferecido pelo Associado em até 3 (três) meses imediatamente antes da data de tal convocação;

III.    Se o Associado receber permissão por escrito e assinada do cliente potencial autorizando o Associado a ligar;

IV.    Se a chamada for para familiares, amigos pessoais e conhecidos. No entanto, se o Associado tem o hábito de coletar cartões de visita de todos que ele conhece e posteriormente liga para eles, isso pode ser considerado uma forma de telemarketing não sujeita a esta isenção;

V.    Um Associado envolvido em ligar para "conhecidos" deve fazer tais chamadas apenas ocasionalmente e não como uma prática rotineira.

F.    Um Associado não deve usar sistemas de discagem automática de telefone no operação de seus negócios APLGO.

G.    O não cumprimento das políticas ou regulamentos da empresa, conforme estabelecido em relação ao telemarketing, pode levar a sanções contra o Associado, o seu negócio, podendo incluir a rescisão do mesmo.

H.    Assinando o Contrato de Associado ou aceitando cheques de comissão, outros pagamentos ou prêmios da APLGO Brasil, um Associado dá permissão para a APLGO Brasil e outros Associados para contatá-lo conforme permitido nos termos do regulamento federal de “Não Perturbe”.

I.    No caso de um Associado violar esta seção, a APLGO Brasil reserva-se o direito de instituir procedimentos legais para obter reparação monetária ou equitativa.

 

10,0 MUDANÇAS PARA O NEGÓCIO DE UM ASSOCIADO

10.1    Modificação do Contrato de Associado

Um Associado pode modificar o Contrato de Associado existente (ou seja, alterar um número De CPF para um número de CNPJ, adicionar um cônjuge ou parceiro à conta ou alterar a forma de propriedade de um indivíduo para uma entidade empresarial de propriedade do associado) enviando um pedido por escrito, acompanhado por um novo Contrato de Associado e o Formulário de registro de empresa, se aplicável, preenchido com novas assinaturas (não um "riscado" ou Versão “apagada” do primeiro Contrato) e qualquer documentação de suporte apropriada.

10.2    Alterar Patrocinador ou Colocação para Associado Inativo

A.    A critério da APLGO Brasil, Associados que não venderem nem comprarem produtos por pelo menos 6 (seis) meses, e que não apresentarem uma carta de demissão, serão elegíveis para se reinscrever na empresa sob o Patrocinador de sua escolha.

B.    Mediante notificação por escrito à empresa de que um ex-associado deseja se reinscrver, o APLGO Brasil excluirá a conta anterior. Um novo Número de Identificação de Associado será então emitido para este Associado.

C.    Tal Associado não retém posição anterior, linha descendente ou direitos de verificações de comissão do seu contrato anterior.

D.    A Empresa reserva-se o direito de corrigir erros do Patrocinador ou Colocação a qualquer momento e da maneira que julgar necessária.

10.3    Mudar Organizações

A.    Se um Associado desejar transferir organizações, este deverá apresentar uma carta de demissão para o Departamento de Atendimento ao Cliente da empresa e permanecer inativo com a APLGO Brasil por 12 (doze) meses a partir do recebimento da carta, antes de ser elegível para se reinscrever em um novo Patrocinador/Colocação.

B.    A Empresa reserva-se o direito de aprovar ou negar qualquer pedido de reinscrição após uma renúncia de Associado.

C.    Se a reinscrição for aprovada, o ex-associado receberá um novo Número de Identificação de Associado e será necessário enviar um novo Contrato de Associado. O Associado não terá o direito de manter qualquer classificação anterior, linha descendente ou direitos de comissionar verificações de qualquer organização anterior.

D.    As transferências não podem ser feitas fora da organização original.

10.4    Patrocínio Antiético

A.    Atividades de patrocínio antiéticas incluem, mas não estão limitadas a, sedução, licitação ou envolver-se em uma competição prejudicial, na tentativa de adquirir um potencial cliente ou novo Associado de outro Associado, ou influenciar outro Associado a transferir-se para um patrocinador diferente.

B.    Alegações de patrocínio antiético devem ser relatadas por escrito ao Departamento de Conformidade da empresa em: conformidade@aplgobrasil.com.br, nos primeiros 90 (noventa) dias de inscrição. Se a denúncia for comprovada, a APLGO Brasil pode transferir o Associado para outro Patrocinador, Colocação ou Organização sem a aprovação do atual Patrocinador, pois a empresa continua a ser a autoridade final em tais casos.

C.    A APLGO Brasil proíbe o ato de “empilhamento”. Empilhamento é a manipulação não autorizada do sistema de compensação da empresa e/ou o plano de marketing, a fim de acionar comissões ou  promover um Associado em de maneira imerecida. Um exemplo de empilhamento ocorre quando um Patrocinador coloca participantes em uma linha descendente inativa sem o seu conhecimento, a fim de desencadear qualificação imerecida para comissionamento. Empilhar é comportamento antiético e inaceitável e, como tal, é uma ofensa punível com medidas que incluem até rescisão.

D.    Caso um Associado se envolva na solicitação e/ou aliciamento de membros de outra empresa de vendas diretas para vender ou distribuir produtos e serviços da APLGO Brasil, este Associado corre o risco de ser processado poe essa empresa. Se houver ação judicial, arbitragem, ou mediação contra um Associado, alegando que este se envolveu em atividade inadequada de recrutamento da força de vendas e de clientes de outra empresa, a APLGO não pagará nenhum custo de defesa ou honorários advocatícios para tal Associado, nem indenizará este Associado por qualquer julgamento, sentença ou conciliação.

10.5    Vender, Atribuir ou Delegar Propriedade

A.    Para preservar a integridade da estrutura hierárquica, é necessário que a APLGO Brasil coloque restrições à transferência, atribuição ou venda de um negócio.

B.    Um Associado não pode vender ou atribuir direitos ou delegar a posição como um Associado sem aprovação prévia por escrito da empresa, cuja aprovação não será negada injustificadamente. Qualquer tentativa de venda, cessão ou delegação sem tal aprovação pode ser anulada a critério da empresa.

C.    Caso a venda seja aprovada pela empresa, o comprador assume a posição de vendedor no título atual, mas na atual classificação "pago como", no momento da venda e adquire a linha descendente do vendedor.

D.    Para solicitar autorização corporativa para a venda ou transferência de uma empresa APLGO Brasil, os seguintes itens deverão ser submetidos ao Departamento de Conformidade da empresa:

I.    Um Formulário de Venda/Transferência de Negócios devidamente preenchido, com as devidas assinaturas.

II.    Uma cópia do Acordo de Vendas assinado e datado pelo Comprador e pelo Vendedor.

III.    Um Contrato de Associado preenchido e assinado pelo Comprador;

IV.    Pagamento da taxa de administração de R$ 100;

V.    Qualquer documentação de suporte adicional solicitada pela empresa.

E.    Quaisquer obrigações de dívida que o Vendedor ou o Comprador possam ter com a APLGO Brasil devem ser quitadas antes da aprovação da venda ou transferência pela empresa.

F.    Um Associado que vende seu negócio não é elegível para se reinscrever como um Associado em qualquer organização por 12 (doze) meses corridos completos após a data da venda, exceto se de outra forma expressamente estabelecido nestas Políticas e Procedimentos.

10.6    Separando o Negócio APLGO de um Associado

A.    Enquanto se aguarda o divórcio ou dissolução de uma parceria ou outra entidade empresarial, as partes deve adotar um dos seguintes métodos de operação:

I.    Uma das partes pode, com o consentimento por escrito da(s) outra(s), operar o negócio em que o cônjuge, acionista, sócio, membro ou curador renunciante autorize a empresa a lidar direta e exclusivamente com o outro cônjuge, acionista, sócio, membro ou curador não renunciante;

II.    As partes podem continuar a operar os negócios da APLGO Brasil conjuntamente em um sistema de "negócio frequente", sendo assim toda a remuneração paga pela empresa será paga em nome da pessoa dignada como Associado ou em nome da entidade a ser dividida, conforme as partes podem acordar independentemente entre si. Se nenhum nome for estipulado, a APLGO Brasil pagará uma indenização ao nome registrado e, nesse caso, o Associado nomeado na conta deverá indenizar a APLGO Brasil de quaisquer reclamações posteriores.

B.    A empresa reconhece apenas uma organização de linha descendente e emitirá apenas uma verificação de comissão por negócio APLGO a cada ciclo de comissão. Em nenhuma hipótese, a linha descendente de uma organização será dividida, nem a APLGO Brasil dividirá comissão e/ou cheques de bônus.

C.    Se um cônjuge, sócio ou proprietário renunciante de um negócio renunciar completamente ("Parte Renunciante"), por escrito, a todos os direitos de tal negócio APLGO original, esta parte poderá imediatamente, a partir daí, reinscrever-se sob o Patrocinador e colocação de sua escolha. Em tais casos, no entanto, a parte renunciante não terá direitos a qualquer Associado ou cliente ativo na organização anterior, e deverá desenvolver um novo negócio da mesma maneira que qualquer outro novo Associado. Um Associado da antiga linha descendente de uma parte renunciante, que desejar se transferir para a nova organização dessa mesma parte renunciante ou para qualquer outra organização, deve cumprir os requisitos da Seção 12.5.

10.7    Sucessão

A.    Após a morte ou incapacidade de um Associado, os negócios do Associado falecido ou incapacitado podem ser repassados para seus sucessores legais em interesse (sucessor). Sempre que um negócio APLGO é transferido por testamento ou outro processo legal, o sucessor adquire o direito de receber todos os bônus e comissões de vendas do Associado falecido ou incapacitado. O sucessor deverá:

I.    Preencher e assinar um novo Contrato de Associado;

II.    Cumprir os termos e disposições do Contrato de Associado; e

III.    Conhecer todas as qualificações para a última classificação alcançada pelo Associado falecido ou incapacitado.

B.    Cheques de bônus e comissão de um negócio APLGO transferida com base nesta seção será paga em cheque único ao sucessor. O sucessor deverá fornecer à empresa um "endereço de registro" para o qual todos os pagamentos de bônus e comissão serão enviados. Os pagamentos serão baseados no desempenho atual da empresa, não na classificação ou volume mais alto alcançado.

C.    Se o negócio for legado a planejadores conjuntos (sucessores), eles devem formar uma entidade empresarial e adquirir um número de CNPJ. A APLGO Brasil declarará todos pagamentos de bônus para imposto de renda diverso, para o gerenciamento da entidade comercial.

D.    A documentação legal apropriada deve ser submetida ao Departamento de Conformidade da empresa para garantir que a transferência seja feita corretamente. Para afetar uma transferência testamentária de um negócio APLGO, o sucessor deve fornecer o seguinte:

I.    Uma cópia autenticada da certidão de óbito; e

II.    Uma cópia autenticada do testamento ou outra documentação legal apropriada que estabelece o direito do sucessor aos negócios APLGO do Associado falecido.

E.    Para concluir a transferência do negócio APLGO por incapacidade, o sucessor deve fornecer ao Departamento de Conformidade da empresa:

I.    Uma cópia autenticada de uma nomeação como administrador;

II.    Uma cópia autenticada do documento fiduciário ou outro documento legal apropriado que estabelece o direito do agente fiduciário de administrar o APLGO Brasil o negócio; e

III.    Um Contrato de Associado preenchido e executado pelo administrador.

F.    Se o sucessor já for um Associado existente, a empresa permitirá que tal Associado mantenha seu próprio negócio mais o negócio herdado ativo por até 6 (seis) meses. Ao final do período de 6 meses, o Associado deverá ter compactado (se aplicável), vendido ou transferido de outra forma o negócio existente ou o negócio herdado.

G.    Se o sucessor desejar encerrar os negócios APLGO, este deverá apresentar uma declaração autenticada atestando o desejo de fazê-lo, juntamente com cópia autenticada da certidão de óbito, nomeação como administrador e/ou qualquer outra documentação.

H.    Mediante solicitação por escrito, a APLGO Brasil pode conceder uma isenção de luto de um (1) mês e pague na última classificação “pago como”.

10.8    Renúncia / Cancelamento Voluntário

A.    Um Associado poderá encerrar imediatamente seus negócios, enviando
um aviso por escrito ou e-mail para o Departamento de Conformidade da empresa. O aviso por escrito deve incluir o seguinte:

I.    A intenção do associado de renunciar;

II.    Data de demissão;

III.    Número de identificação APLGO Brasil;

IV.    Razão para renunciar; e

V.    Assinatura.

B.    Um Associado não pode usar a demissão ou cancelamento voluntário como forma para alterar imediatamente o Patrocinador e o posicionamento. Em vez disso, o Associado que se demitiu voluntariamente não é elegível para se candidatar novamente a um negócio ou ter qualquer interesse financeiro em qualquer negócio da APLGO Brasil por seis (6) meses a partir do recebimento do notificação por escrito de demissão.

C.    Após qualquer cancelamento voluntário, um Associado:

I.    Não deve ter direito, título, reclamação ou interesse a qualquer comissão ou bônus do vendas geradas pela organização anterior do associado ou qualquer outros pagamentos em associação com o antigo associado
negócios independentes;

II.    Efetivamente renuncia a toda e qualquer reivindicação de direitos de propriedade, ou qualquer interesse em ou para a antiga organização Downline do associado;

III.    Receberá comissões e bônus apenas para o último período de pagamento integral em que ele ou ela estava ativo antes do cancelamento, menos quaisquer valores retidos durante um investigação precedendo um cancelamento involuntário, e menos qualquer outro valores devidos à Companhia.


10.9    Rescisão Involuntária

A.    A APLGO Brasil reserva-se o direito de encerrar os negócios de um Associado para, mas não se limitando aos seguintes motivos:

I.    Violação de quaisquer termos ou condições do Contrato de associado;

II.    Violação de qualquer disposição destas Políticas e Procedimentos;

III.    Violação de qualquer disposição do Plano de Remuneração;

IV.    Violação de qualquer lei aplicável, decreto ou regulamento em relação ao APLGO Negócios nos EUA;

V.    Envolver-se em práticas comerciais antiéticas ou violar os padrões de negociação justa; ou

VI.    Devolver mais de $ 400 em produtos, serviços e/ou ferramentas de vendas para um reembolso dentro de um período de doze (12) meses.

VII.    Iniciar um "estorno" com uma operadora de cartão de crédito sem tentar primeiro
para reconciliar quaisquer problemas relativos às transações com o atendimento ao cliente.

VIII.    180 dias consecutivos de inatividade, resultando na não realização de compras.


B.    A APLGO Brasil notificará o associado por escrito no último endereço conhecido de a intenção de encerrar os negócios do associado e as razões para terminação. O associado terá então sete (7) dias corridos a partir de a data de tal notificação para apelar da rescisão por escrito. APLGO Brasil deve receber o recurso por escrito do associado no prazo de sete (7) dias corridos a partir da data da carta de rescisão. Se o recurso por escrito não for recebido dentro deste período de tempo, a rescisão será considerada final.

C.    Se o associado entrar com um recurso oportuno de rescisão, a empresa irá revisar sua decisão, juntamente com qualquer outra informação que possa considerar relevante, reconsiderar qualquer outra ação apropriada e notifique o associado de sua decisão. A decisão da empresa é então considerada final e não está sujeita a revisão posterior.

D.    Se a rescisão não for rescindida, a rescisão entrará em vigor na data do aviso de rescisão original pela Empresa. O ex-associado deve a partir de então, ser proibido de usar os nomes, marcas ou sinais, etiquetas, artigos de papelaria, publicidade ou material de negócios referente a ou relacionado a qualquer produto APLGO Brasil ou Serviços. a empresa notificará o Patrocinador Upline ativo da rescisão, e o organização do associado rescindido irá "acumular" para a linha ascendente ativa do Patrocinador registrado.

E.    O associado que é involuntariamente rescindido pela Empresa não pode reaplicar para uma empresa, seja com o nome atual ou qualquer outro nome ou entidade, sem o consentimento expresso por escrito de um funcionário da APLGO Brasil. Em qualquer caso, tal O associado não pode se inscrever novamente para uma empresa por doze (12) meses a partir do data de rescisão.


11.0    SANÇÕES DISCIPLINARES

11.1    Imposição de Ação Disciplinar Objetivo

É o espírito da APLGO Brasil que integridade e justiça devem permear entre seus Associados, proporcionando assim a todos oportunidades iguais de construir um negócio de sucesso.

Portanto, nos reservamos o direito de impor sanções disciplinares a qualquer momento, quando determinarmos que um Associado violou o Contrato, qualquer uma dessas Políticas e Procedimentos ou o Plano de Remuneração (que pode ser alterado de tempos em tempos pela Empresa).

11.2    Consequências E Remédios Da Violação

A.    As ações disciplinares podem incluir um ou mais dos seguintes:

I.    Monitorar a conduta de um Associado durante um período de tempo especificado para garantir a conformidade;

II.    Emissão de uma advertência por escrito ou exigindo que o associado tome ação corretiva imediata;

III.    Imposição de multa (que pode ser imposta imediatamente ou retida no futuro pagamentos de comissões) ou retenção de pagamentos de comissões ("Retenção de Comissão") até que o assunto que está causando a Retenção de Comissão seja resolvido ou até que a empresa receba garantias adicionais adequadas da associado para garantir conformidade futura;

IV.    Suspensão da participação na Empresa ou associado eventos, recompensas ou reconhecimento;

V.    Suspensão do Contrato de associado e seus negócios por um ou mais períodos de pagamento;

VI.    Rescisão involuntária do Contrato de associado e seu o negócio;

VII.    Qualquer outra medida que julgarmos viável e apropriada para resolver com justiça lesões causadas por violação ou quebra contratual do associado;

VIII.    Processos judiciais para reparação monetária ou equitativa.


12.0    RESOLUÇÃO DE DISPUTAS

12.1    Reclamações

A.    Se um Associado tiver uma reclamação ou reclamação contra outro associado em relação a qualquer prática ou conduta relacionada aos seus respectivos Empresas APLGO Brasil, o associado é incentivado a resolver o problema diretamente com a outra parte. Se um acordo não puder ser alcançado, deve ser relatado diretamente ao Departamento de Compliance da Empresa, conforme descrito abaixo.

B.    O Departamento de Compliance será a autoridade final para resolver tal reclamação ou reclamação e sua decisão por escrito serão finais e vinculativas para os associados  envolvidos.

C.    APLGO Brasil limitará seu envolvimento a disputas relacionadas aos negócios da APLGO Brasil importa apenas. Não decidiremos questões que envolvam conflitos de personalidade ou
conduta não profissional por ou entre Associados fora do contexto de Negócios da empresa. Essas questões vão além do escopo da empresa e não podem ser usado para justificar um patrocinador, mudança de colocação ou transferência.

D.    APLGO Brasil não considera, impõe ou medeia acordos de terceiros entre Associados, nem fornece nomes, financiamento ou conselhos para a obtenção assessoria jurídica externa.

E.    Processo para Reclamações:

Um associado deve enviar uma carta de reclamação por escrito (e-mail irá não serão aceitos) diretamente ao Departamento de Compliance da Empresa. A carta deve estabelecer os detalhes do incidente da seguinte forma:

  • A natureza da violação e fatos específicos para apoiar tais alegações;
  • Datas e número de ocorrências;
  • Pessoas envolvidas; e
  • Qualquer outra documentação de suporte.

Após o recebimento da reclamação por escrito, a empresa conduzirá uma avaliação geral
investigação.

F.     A Empresa tomará uma decisão final e notificará oportunamente os Associados envolvidos.

Carrinho de compras
X
O seu carrinho APLGO está vazio
Para registo de parceiro de estatuto Adicionar produtos da série Acumullit SA ao seu carrinho no valor de EUR
Cancelar
Produto suficiente selecionado para registro de Status
${getItemCategory(item.category)}
Preço a retalho: EUR
Retalho: EUR
Venda por grosso: EUR
Retalho: EUR
EUR
EUR
EUR